Por “problemas extra-campo”, Pezão deixa o Rio Verde após um jogo

(Foto: Divulgação/Rio Verde)
Anúncios

A situação do Rio Verde segue complicada. Após a quinta derrota seguida, sofrida no sábado, em casa, para o Anápolis, o clube viu o treinador Júnior Pezão se demitir.

O técnico, contratado para substituir Jorge Luiz, ficou no comando da equipe apenas por um jogo. Os motivos alegados para sua saída foram extra-campo, como atraso de salários. “Alguns jogadores que pertencem ao clube, chegaram em mim e falaram que o clube não estava pagando e que eles não estavam com a cabeça boa para treinar e jogar”, contou em entrevista ao “O Popular“.

Sílvio Criciúma analisa estreia no comando do Itumbiara. Confira!

Pezão ressaltou que não conseguiria ajudar o clube alviverde a se recuperar no estadual. O time só venceu na primeira rodada e, desde então, empatou uma vez e perdeu as outras partidas. “Após o jogo contra o Anápolis, eu percebi que a situação estava complicada e não vi nenhuma maneira de eu conseguir resolver a situação, por isso pedi para sair. Tenho um nome a zelar e desejo toda a sorte ao Rio Verde”, explicou.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais uma saída

Reino Alves, diretor de futebol, também se despediu do Rio Verde na noite de domingo. O dirigente pediu demissão, além de confirmar que o clube está em débito com cerca de 11 atletas. “São jogadores com média salarial de R$ 1,5 mil e nem assim estão conseguindo honrar”, revelou.

Clique para ver a tabela completa!

Com apenas quatro pontos, o Rio Verde está na lanterna do grupo A. O Verdão do Sudoeste volta a campo às 20h30 de quarta-feira, quando duela com o Itumbiara, no JK.

 

Comentários

comentários

PUBLICIDADE