Feliz por estreia em 2020, Tadeu reclama do gramado do Ferreirão

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC
Anúncios

Atuando em casa, o Goiás estreou com vitória no Goianão. Na Serrinha, a equipe bateu a Aparecidense pelo placar de 3×2. Neste domingo (26), a equipe viajou até Iporá e empatou com a equipe da casa em 0x0. Após a partida, o goleiro Tadeu, que fez a sua estreia no estadual falou sobre a partida, destacando de forma negativa o gramado do Ferreirão.

Mais do Goiás
Veja como foi o empate contra o Iporá
Confira a tabela atualizada do Goianão 2020

Segundo o arqueiro, os buracos no gramado acabam por atrapalhar o andamento da partida, principalmente para equipes mais técnicas, como o Goiás e o próprio Iporá, destacado pelo goleiro. Segundo ele, a equipe igualou a partida na parte da competitividade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“O campo, não é uma reclamação que eu faço não, é só um ponto que eu quero colocar que ele atrapalha até a equipe do Iporá, que é uma equipe técnica, que tentou botar a bola no chão assim como nós. Não é a grama que é ruim, tem muito buraco, ele até tem grama, ainda bem que ele é gramado como um todo, mas é muito buraco. Atrapalha colocar a bola no chão e a gente sofreu no começo devido a isso, mas a gente conseguiu entrar no jogo e em um jogo como esse tem que competir bastante. Nós competimos, igualamos a competição, colocamos a bola no chão e criamos várias oportunidades”, falou o camisa um sobre a dificuldade que o gramado impõe as equipes.

“Problema” resolvido pelo Goiás

O goleiro evitou de colocar a culpa no gramado, segundo ele, essa situação faz parte do jogo. Para o arqueiro, o importante foi o empate, que segundo ele saiu de bom tamanho para o Goiás.

“Tem muito buraco, um cuidado um pouco maior para deixar o campo em condições até para a equipe da casa. Eles vão sofrer um pouco também durante a competição, porque é uma equipe técnica, que sofreu mesmo conhecendo o gramado. Devido a todas as circunstâncias, a gente não tem que ficar reclamando não, temos que vir aqui e resolver o problema, nós resolvemos e o empate saiu de bom tamanho”, destacou o goleiro a “solução” que o Goiás deu para o problema do gramado.

Estreia na temporada

O goleiro ficou fora da estreia do Goiás no Goianão devido ao atraso nos documentos vindos da Ferroviária, clube que detinha os direitos do goleiro. O arqueiro se disse feliz pela estreia no estadual e destacou o sentimento de um ano especial para a equipe.

“Feliz, eu particularmente que gosto dos estaduais, acho que é bacana. Tem gente que quer acabar com eles, mas estadual é isso aqui, você vem no interior, você tem o calor da equipe da cidade. Foi legal voltar a jogar, estrear nesse ano, que tem tudo para ser um ano especial”, salientou o atleta o sentimento de estrear no Goianão.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE