“Não preocupa”, afirma Barbieri sobre empate diante do Novo Horizonte

(Foto: Rosiron Rodrigues/GEC)
Anúncios

Neste último domingo, dia 10, o Goiás viu sua sequência de vitórias no estadual chegar ao fim. A equipe havia vencido nove partidas consecutivas, até empatar com o Novo Horizonte em Ipameri, por 1 a 1. O treinador Maurício Barbieri citou o controle esmeraldino na partida, mas lamentou a pouca eficiência frente ao gol do Zonte.

“Foi um jogo que o Goiás teve o domínio completo, buscou o gol a todo momento. Nossas substituições foram até nesse sentindo, já que acabamos apenas com um zagueiro. Mas foi um dia infeliz em relação as finalizações e acabou não entrando. Não preocupa (o resultado). É o primeiro jogo do campeonato que não ganhamos. Todos os outros, ganhamos. Temos questões à melhorar, sempre tem e esse é um ponto para aprimorar”, avaliou após o jogo.

Veja a tabela do estadual!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os jogadores do Fantasma reclamaram depois do apito final em relação a um pênalti pedido na segunda etapa, em jogada com Américo. Barbieri preferiu não comentar sobre as indagações dos adversários, mas deu uma cutucada no último colocado do estadual: “Daqui a pouco irão reclamar que estão em último por culpa do Goiás”.

O treinador esmeraldino também elogiou e qualificou a arbitragem goiana, muito por conta de uma declaração de Adson Batista, presidente atleticano. O mandatário rubro-negro afirmou que os árbitros do estado acabam pendendo no apito para o Goiás.

“Acho que ele faltou com respeito com a arbitragem, já que a declaração dele afirma que os árbitros favorecem o Goiás. Não colaboro com isso de maneira nenhuma. Acho que a arbitragem de Goiás é muito qualificada e posso testar que o nível é muito bom. Acontecem erros que acontecem em qualquer outro lugar”, afirmou.

O próximo desafio do Goiás, que ainda segue sem perder na temporada, é no domingo (17). O adversário será o Atlético, em clássico que acontece no Antônio Accioly a partir das 16h.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE