Treinador do Anápolis/UniEvangélica avalia positivamente campanha no estadual

Foto: Anápolis/UniEvangélica
Anúncios

O Campeonato Goiano de Futsal 2018 foi de altos e baixos para a equipe do Anápolis/UniEvangélica. O Galo começou a disputa a todo vapor, vencendo sete partidas seguidas e se isolando na liderança da competição.

No entanto, na reta final da fase de grupos, o time comandado por Rogério Garcez acabou emplacando sequência negativa com três derrotas. Posteriormente na competição, o Galo foi eliminado nas semifinais diante do atual campeão Corumbaíba.

“Não houve queda de produção nossa, houve o equilíbrio na competição. O Anápolis/Unievangélica é a equipe mais nova da competição e a falta de maturidade atrapalhou um pouco a performance perfeita”, justificou o treinador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar da queda no mata-mata, Garcez elogiou a campanha de seus comandados. Na opinião do treinador, a equipe conseguiu melhorar o desempenho da temporada anterior, quando o time caiu na segunda fase de grupos. Para o próximo ano, Rogério espera maior progresso de seu grupo.

“Ano que vem temos novas perspectivas e vamos em busca de crescimento
Time de garotos. Temos novas perspectivas para 2019. Nossa Meta é resgatar a verdadeira imagem do futsal anapolino”, comentou.

Além disso, o crescimento do projeto do Galo junto a Faculdade UniEvangélica foi exaltado por Rogério. A entidade promove bolsas de apoio para os atletas da equipe, auxiliando o desenvolvimento do time desde o início do projeto, em 2017.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE