Em guerra política, Goiânia estreia no estadual contra o Iporá

Arte: Willian Rommel/EG
Anúncios

O Goianão 2020 começa nesta quarta-feira (21). Logo de cara, Goiânia e Iporá medem forças, com expectativas parecidas: surpreender. A bola começa a rolar a partir das 20h30, no estádio Olímpico.

Mais do Goianão:
-> Confira a tabela completa!
-> Abertura do estadual terá debutante Jaraguá contra turbulenta Anapolina
-> Animados, Crac e Goianésia duelam em Catalão

No início da pré-temporada, o objetivo do Goiânia era repetir a campanha de 2019 e chegar novamente entre os quatro melhores. Atualmente, o Galo vive uma guerra interna, entre o presidente executivo Arione José de Paula e Alexandre Gódoi (diretor de futebol e da então patrocinadora), com apoio de Ebrahim Arantes, presidente do Conselho Deliberativo. Com atrasos salariais, os atletas já reclamaram da falta de alimentação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O técnico Artur Neto é remanescente da última temporada, assim como alguns atletas, como Matheus Santillo, Miguel e Du Gaia. O clube alvinegro ainda não contará com o goleiro Júlio César, anunciado na terça (21).

Já o Iporá espera fazer uma campanha segura, para garantir a permanência na elite. Apesar disso, não deixa de sonhar com uma classificação às quartas. O elenco, bastante reformulado em relação aos últimos anos, conta com o goleiro Weverton, o lateral esquerdo Danillo Ribeiro e o atacante Jacó como principais peças.

Retrospecto

O confronto já aconteceu 18 vezes e a vantagem é da equipe da capital. O Goiânia ganhou nove jogos (marcou 31 gols), enquanto o Iporá venceu seis partidas (anotou 21 gols). Foram três empates. Será a primeira vez que o duelo acontece na elite do futebol estadual.

Ficha técnica:
Goiânia x Iporá
1ª rodada do Goianão 2020
Data: 22/01/2020
Horário: 20h30
Estádio: Olímpico, em Goiânia
Arbitragem: Osimar Moreira; Bruno Pires (Fifa) e Luiz Henrique da Silva
Goiânia: Matheus Santillo; Fabrício Batista (Marcelo), Cristiano, Lucca Brizon e Romarinho; Klauber, Anthony e Miguel; Du Gaia, Carlos Neto e Matheus Alex.
Treinador: Artur Neto
Iporá: Weverton; Everton, Júnior Campos, Cleiton e Danillo Ribeiro; Fagner, Adãozinho, Elvis e Marcelinho; Felipe Jesus; Jacó
Técnico: Paulo Pereira

Comentários

comentários

PUBLICIDADE