William Alves fala sobre grama sintética do Furacão e prega cautela com próximo adversário

William Alves - Foto: Willian Rommel - Esporte Goiano
Anúncios

O zagueiro William Alves falou sobre o bom momento do Dragão na Série A, e disse que isso se atribui a união do elenco. ”Cheguei no início do segundo turno. O que vejo é a entrega dos jogadores no treino e nos jogos, temos conseguido cumprir o que o João Paulo nos pede”.

No returno do Brasileirão o Atlético tem a 4ª melhor defesa e o 6º melhor ataque, e na maioria das vitórias os gols estão saindo no segundo tempo. Mas para William, é pura coincidência. ”Não tem hora para fazer o gol. Estudamos muito o adversário, a fase. Primeiro tentamos não tomar o gol, e nas oportunidades procuramos fazer. E no segundo tempo as coisas estão acontecendo, mas não tem uma explicação para isso”, disse.

Leia: Atlético reage com campanha de G4, mas tem 85% de risco de rebaixamento!

O zagueiro ainda fez questão de ressaltar a importância de reforços que chegaram no decorrer da competição, casos de Ronaldo e Paulinho, que qualificaram ainda mais o plantel. Sobre o campo sintético que o rubro-negro goiano vai encarar na próxima rodada, na casa do Atlético-PR, William acha que não atrapalhará, mas que o cuidado maior deverá ser com a equipe do Furacão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

— Nunca joguei lá depois da reforma. Já tive experiência de jogar em sintético, grama diferente, tem que ter adaptação rápida, mas pelo que eu vejo falar de lá não terá problema, mesmo sendo artificial. E o Atlético-PR vem pressionado, é uma situação diferente da que enfrentamos diante do Avaí. Precisamos ficar espertos — disse William Alves.

O Dragão é último colocado na Série A, 25 pontos. Encara na próxima rodada o Atlético-PR, dia 11, às 19h30, na Arena da Baixada.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE