Após goleada, técnico do sub-20 do Vila Nova comenta reconstrução da base

Foto: Vitor Monteiro/Esporte Goiano
Anúncios

O Vila Nova estreou com o pé direito no Campeonato Goiano sub-20, goleando o Monte Cristo por 7 a 1 no CT Marconi Perillo, no sábado (16). A vitória veio em boa hora para apagar a má impressão deixada na participação colorada na Copa São Paulo deste ano. Em entrevista ao Esporte Goiano, o técnico Fabrício Carvalho destacou que o período de treinos foi importante para ajustar a equipe.

– Estávamos ansiosos, pois não jogávamos desde a Copa São Paulo. Depois de um mês e meio de trabalho, a gente está conseguindo colocar em prática o que pensa. Há alguma dificuldade em termos de jogadores, até porque o objetivo maior é servir o profissional. O Erick já é titular, o Anderson já fez a sua estreia. Os jogadores que não estão tendo sua oportunidade no profissional, têm que cumprir a missão no sub-20 – disse.

Clique e veja a tabela do Goianão sub-20

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carvalho também criticou a situação na qual a base colorada estava quando ele chegou, pouco antes da Copa SP. Segundo o técnico, os problemas têm se resolvido, mas para os resultados serem efetivos, ainda demandará tempo.

– Quando a gente chegou, havia algumas situações muito complicadas. Fica até difícil falar o que realmente aconteceu. Para você reerguer, precisa de tempo para trabalhar. O sub-20 é o que mais sofre. Vem jogadores do sub-15 para o sub-17 para municiar o sub-20. Essa cadeia foi quebrada. Então você tem que remontar um grupo de jogadores que já está fazendo transição para o profissional. Temos que ter cautela e paciência para resgatar o sub-20 – destacou.

 

Comentários

comentários

PUBLICIDADE