Goiás e Serp/Agrocampo empatam e deixam decisão para Rio Verde

Foto: Vitor Monteiro/Esporte Goiano
Anúncios

As semifinais do Campeonato Goiano de Futsal começaram com uma grande batalha. No ginásio Luis Torres de Abreu, Goiás e Serp/Agrocampo empataram em 3 a 3 na noite desta quinta-feira (30) e deixaram a decisão da vaga na final em aberto.

O jogo da volta será na próxima quinta-feira (7), às 21h, em Rio Verde. Caso haja uma nova igualdade, o duelo vai para a prorrogação. Se houver vencedor, este avança à final do Estadual. Confira a tabela completa.

Veja como foi a partida minuto a minuto

Verde sai na frente
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Goiás começou fulminante mais uma vez. Da blitz inicial saiu o primeiro gol. Com menos de três minutos, Thamer foi ao fundo pela lateral-esquerda e rolou para Leandro Bulhões. Livre e sem goleiro, ele empurrou para o gol vazio e inaugurou o marcador.

Mesmo na frente, o Esmeraldino não diminuiu o ritmo. Contudo, a marcação da Serp era forte. O time de Rio Verde apertava a saída de bola e atrapalhava a qualidade do passe dos donos da casa.

Somente com oito minutos para o fim do primeiro tempo, o Goiás conseguiu o segundo. O goleiro Auro lançou para os pés de Leonardo na ponta direita. O ala dominou bem e bateu cruzado, sem chances para defesa de Félix.

A euforia verde pelo segundo gol durou pouco. No lance seguinte, Felipe Farias chutou de fora da área e diminuiu. A resposta dos mandantes veio em seguida. Auro viu Félix adiantado e encobriu-o para anotar o terceiro.

O movimentado primeiro tempo ainda teve um pênalti para Serp, defendido pelo goleiro reserva Matheus,  e mais um gol rio-verdense. Com dois minutos para o fim, Murilo bobeou na área e Kadu, que o pressionava na marcação, tocou para as redes e reduziu a desvantagem da equipe alvirrubra.

Marcação dura

A Serp voltou em cima para a segunda etapa e não demorou a empatar. Em mais uma saída de bola ruim do Goiás, Adriano aproveitou e tocou para o gol vazio, deixando tudo igual na Serrinha.

Depois do empate, os times não se arriscaram tanto. A marcação do time de Rio Verde continuou forte. Com problemas para iniciar as jogadas, o passe esmeraldino chegava quebrado ao ataque.

Algumas boas tramas ofensivas surgiram dos dois lados mais perto do fim. Adriano, em jogada individual, chutou de canhota e a bola bateu na trave esmeraldina. O Goiás apertou em lances de escanteio, mas o goleiro Félix apareceu e garantiu o 3 a 3.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE