Edson Júnior lamenta gols perdidos e minimiza críticas de Nonato

(Foto: Marielly Dias/Aparecidense)
Anúncios

A frustrante e precoce eliminação da Aparecidense na Série D ainda irá desenrolar muitos outros capítulos. Após a derrota para o Itabaiana, o atacante Nonato fez duas críticas ao treinador Edson Júnior, do Camaleão. O comandante preferiu não responder aos comentários de seu atleta, abordando outros pontos.

“Não me preocupo com o atleta, me preocupo com o conjunto. É um grupo excelente para se trabalhar, muito bom. Nossas sessões de treinamento estavam muito boas, estávamos confiantes, mas não tivemos a eficiência necessária. Sei que tenho mais 20, 30 anos como treinador e sei que vou chegar no topo. Não me preocupo por questões, todo mundo fica chateado e quer jogar. Respeito todo mundo”, disse.

As chances desperdiçadas pelo Camaleão também foram avaliadas por Edson Júnior. A equipe goiana, além de ter desperdiçado um pênalti com Alex Henrique, teve outras oportunidades de marcarem, que acabaram parando no goleiro Weide.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Frustrante. Todos queriam entrar para a história da Aparecidense. Já fazem seis anos que a equipe busca o acesso à C, e queríamos fazer parte disso. Mas, infelizmente, não aconteceu. Ao meu ver, duas situações: eles tiveram muitas bolas paradas no início, fazendo o primeiro gol. Continuamos fazendo a pressão, só que hoje a bola não quis entrar. Jogamos melhor, tivemos melhor posse de bola, mas o futebol tem isso”, avaliou.

Com a eliminação, a temporada do Camaleão chega ao fim. Além da Série D, a Aparecidense também já havia disputado o estadual e a Copa do Brasil em 2019.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE