Claudinei culpa apagão no primeiro tempo por goleada e admite “estrago”

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC
Anúncios

O técnico do Goiás, Claudinei Oliveira, culpou o apagão da equipe nos últimos minutos do primeiro tempo para a goleada de 6 a 1 sofrida para o Flamengo, no Maracanã. De acordo com o comandante alviverde, o período de seis minutos em que o Alviverde levou três gols no jogo foi preponderante para o resultado negativo no Rio de Janeiro.

– Fizemos, até os 44 do primeiro tempo, um bom jogo. Foi um jogo de duas equipes que estão na parte de cima da tabela. Infelizmente, após o segundo gol, a equipe sofreu um apagão. Tomamos três gols em cinco minutos. Ninguém resiste a isso. O Flamengo voltou muito tranquilo depois para trabalhar a bola. Esses cinco, seis minutos foram fundamentais para o destino do jogo. Temos que aprender com isso. Não podemos repetir esse erro – avaliou.

Michael valoriza elenco esmeraldino: “quem está aqui, merece”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Claudinei também admitiu que o estado anímico do Goiás fica abatido após o revés. Segundo o treinador, uma derrota deste tamanho inevitavelmente deixa marcas. Para ele, não é hora de procurar culpados pelo resultado, mas sim buscar maneiras de se reabilitar rápido no Brasileirão.

– Perder é sempre ruim. Do jeito que foi, causa um estrago. O torcedor fica abalado, chateado. Somos alvo de chacotas dos torcedores rivais. O torcedor, os jogadores e nós sentimos. Temos que pegar tudo de ruim do jogo e levar como lição. Não pode ser à toa. Esse 6 a 1 foi um fato isolado na nossa campanha. Estamos fazendo uma boa campanha, com poucos erros defensivos. Não é normal sofrermos tantos gols. Agora vem a cobrança. Não podemos apontar dedos para ninguém. Temos todos que trabalhar para recuperar a equipe – afirmou.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE