Campeão pelo Atlético-GO tem novo clube para 2020

Foto: Divulgação/Korea Football News (Twitter)
Anúncios

O meia-atacante Magno Cruz é conhecido no futebol goiano pela passagem no Atlético Goianiense, em 2016. Foi um dos principais jogadores da conquista do Brasileirão Série B daquele ano. Devido às boas atuações, alguns torcedores do Dragão apelidaram-no de “Mago”.

No ano seguinte, transferiu-se para o Jeju United da Coreia do Sul. A camisa laranja do novo clube fez bem a Magno Cruz. De forma rápida, assumiu a liderança do elenco e se tornou o principal cobrador de pênaltis. De 2017 a 2019, acumulou 33 gols e 9 assistências em 118 partidas pela agremiação sul-coreana. Ontem (2), assinou contrato com nova equipe, o Umm Salal do Catar. Lembra dele?

Foto: Divulgação/Twitter do Jogador

O baiano de 31 anos e 1,74 m foi utilizado em várias funções no setor ofensivo durante a trajetória no futebol sul-coreano: meia-armador, ponta e centroavante. Desfrutou da melhor valorização na carreira ao estar avaliado em 1,8 milhão de euros pelo Transfermarkt. Em 2020, vai viver a quinta experiência internacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Acompanhe a seguir lances de Magno Cruz pelo Jeju United

Lembra deles?
-> Atacante ex-Vila Nova sagra-se campeão e artilheiro na Coreia do Sul
-> Revelação do Trindade vive grande fase na Liga Portuguesa

Umm Salal Sport Club é o último colocado (12º) da Liga do Catar, temporada 2019/2020. Manda jogos no Estádio Thani bin Jassim, com capacidade para 20 mil espectadores. Localizado no município de Al-Gharafa, 14 km a noroeste de Doha, capital do país.

Veja os melhores momentos de Magno Cruz com a camisa do Atlético Goianiense

Ficha técnica:
Nome completo: Magno Damasceno Santos da Cruz
Data de nascimento: 20/05/1988
Local de nascimento: Salvador/BA
Clubes: Cruzeiro/MG, Marítimo/POR, Joinville/SC, Brasil de Pelotas/RS, Vasco/RJ, Bahia/BA, Ceará/CE, Bragantino/SP, Espérance/TUN, Cerezo Osaka/JAP, Atlético/GO, Jeju United/KOR e Umm Salal/QAT.
Títulos: Campeão Baiano (2012) e Brasileiro da Série B (2009 e 2016).

Comentários

comentários

PUBLICIDADE