Caldas/Corumbaíba reverte vantagem da Serp e, nos pênaltis, conquista título do Goiano

(Foto: Vitor Monteiro/Esporte Goiano)
Anúncios

Uma partida histórica definiu o Campeonato Goiano masculino de Futsal 2017. Na noite deste sábado, a cidade de Rio Verde viu o Caldas/Corumbaíba, de forma heroica, reverter uma grande desvantagem e conquistar o título do estadual sobre a Serp.

Clique para conferir como foi o tempo real da decisão!

Após perder por 5 x 2 na ida, em Corumbaíba, o Caldas devolveu o placar. Na prorrogação, teve um jogador expulso, saiu atrás e ainda buscou a igualdade. Na decisão por pênaltis, nove cobranças para cada lado e triunfo dos visitantes, que ganharam por 7 x 6. A última vez que o torneio foi definido nas penalidades foi em 2015, quando o Goiás superou a Aparecidense.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A partida

Apesar da grande vantagem construída no primeiro embate, a Serp não adotou uma postura cautelosa. Pelo contrário: empurrada pela torcida, a equipe tomou a iniciativa e passou a marcar pressão na saída de bola adversária. Logo aos 2 minutos, o time de Rio Verde abriu o placar, com um chute forte no ângulo de Beiçola: 1 x 0.

No entanto, a postura agressiva acabou custando caro, cedendo espaços para os contragolpes velozes do Caldas/Cbb. Ainda na primeira etapa, Alicleiton, após passe de Isaías, empatou com toque por cima do goleiro: 1 x 1. Faltando dois minutos, Gabriel virou o placar e, 27 segundos depois, Wallison Parmalat converteu um tiro livre (pela sexta falta da Serp): 3 x 1.

O Corumbaíba precisaria de mais um gol de diferença para levar a partida para a prorrogação. E após os dois times desperdiçarem chances (parando em boas participações dos goleiros Alencar e Luiz Felipe), os visitantes voltaram a marcar gols consecutivos em um espaço de um minuto: Isaías e Gabriel garantiram o 5 x 1, faltando 4min55s, resultado suficiente para conquistar o título. Com a Serp atuando com goleiro-linha, Johnny quase confirmou a vitória com um gol da quadra de defesa, mas a bola acertou o travessão. Faltando 2 minutos e 15, Diego foi perfeito trabalhando como pivô até rolar para Kadu, que bateu no alto: 2 x 5.

Prorrogação

Como o Caldas/Corumbaíba devolveu a derrota por três gols de diferença, o confronto foi para a prorrogação. Com três minutos faltando para o término da etapa um, Johnny cometeu falta, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. A Serp aproveitou o jogador a mais e produziu muitas chances. Isaías salvou duas vezes seguidas em cima da linha, evitando gols de João e Diego.

Gustavo Bessa recebeu na esquerda e rolou para Diego, que chegou finalizando para o fundo das redes faltando um minuto e meio: 1 x 0. Na etapa final, Alencar fez duas defesas importantes e, a 4′ 32 para o término do confronto, Isaías rolar para Gabriel, que dominou de costas para o gol e, de calcanhar, empatou a prorrogação: 1 x 1. A tensão tomou conta dos times, que não tiveram maiores oportunidades e o duelo foi para os pênaltis.

Penalidades

Gustavo Bessa e Parmalat converteram as primeiras cobranças. Em seguida, Kadu tirou do goleiro, mas mandou para fora; e Félix pegou cobrança de Gabriel. Diego, Jabu, Jeferson e Isaías acertaram: 3 x 3.

A quinta série de batidas teve os goleiros como protagonistas: Alencar defendeu chute de João, enquanto Félix salvou tentativa de Everaldo. Felipe Otto, Thiaguinho, Alfredo, Divino (cobrando no ângulo), Douglas e Thomaz acertaram. Na nova sequência, Alencar defendeu chute de Marcos Vinícius e coube a Eliton Filho a última cobrança. O filho do treinador do time bateu de bico no alto para garantir o 7 x 6, resultando na conquista do Caldas/Corumbaíba. Assista abaixo:

Ficha técnica:
Serp 2 x 5 Caldas/Corumbaíba no tempo normal (1 x 1 na prorrogação e 6 x 7 nos pênaltis)
Jogo de volta da final do Goiano masculino de futsal 2017
Local: Ginásio da Serp, em Rio Verde
Data: 16/12/2017
Horário: 19h

Arbitragem: Hebert Gonçalves e Rafael Nogueira
Treinadores: Camarão (Serp) e Elinton Roberto Lemes (Caldas/Corumbaíba)
Gols: Alicleiton, Parmalat, Gabriel (três vezes) e Isaías (Caldas/Cbb); Beiçola, Kadu e Diego (Serp).
Serp, de Rio Verde, terminou com o vice-campeonato. (Foto: Vitor Monteiro/Esporte Goiano)

Comentários

comentários

PUBLICIDADE