Em jogo ruim, Atlético empata com Anápolis e perde chance de assumir a ponta

Foto: Álvaro de Castro/Atlético CG
Anúncios

O Atlético entrou no gramado do Jonas Duarte com a chance de assumir a liderança, mas decepcionou na tarde deste domingo (23). Num jogo ruim, o Dragão dominou a posse, mas criou pouco e desperdiçou as chances que teve. A ineficiência ofensiva levou ao empate em 0 a 0 com o Anápolis

O time comandado por Cristóvão Borges segue em segundo, agora com 14 pontos. O próximo compromisso atleticano é o confronto direto com o Jaraguá, no sábado (29), às 16h, no Olímpico. Por sua vez, o time tricolor é o sexto, com nove pontos. O Galo tem o clássico com a Anapolina, no domingo (1), às 16h, no Jonas Duarte.

Mais do Goianão
Confira como foi a partida lance a lance
Veja a tabela completa

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Dragão dominou totalmente o primeiro tempo, mas criou apenas uma grande chance. Foi logo aos oito minutos, quando Jorginho pegou rebote, tabelou com Ferrareis e bateu para excelente defesa do goleiro Jeferson. Logo depois disso, o camisa 10 se machucou e deixou o gramado. Sem ele, o time rubro-negro até dominou a posse, mas viveu de chuveirinhos e sem a agressividade necessária para abrir o placar.

Na etapa final, a partida foi mais equilibrada. O Anápolis, além de conseguir anular o Atlético, foi mais ao ataque. No entanto, faltava inspiração ao Galo. A melhor chance do jogo veio com Nicolas. O lateral pegou um lindo chute, de primeira, e obrigou Jeferson a fazer um milagre no Jonas Duarte. No fim, o Dragão ainda teve uma chance com Marlon Freitas, que isolou a bola e junto a chance rubro-negra de assumir a ponta. Kayzer, Nicolas e Reginaldo também tentaram, mas não era tarde atleticana.

Ficha técnica:
Anápolis 0 x 0 Atlético – 7ª rodada do Goianão
Data: 23 de fevereiro de 2020
Horário: 16h
Local: Estádio Jonas Duarte; Anápolis, GO
Árbitro: Jefferson Ferreira
Assistentes: Paulo César Almeida e Tiego dos Santos
Amarelos: Rafael Jataí, Paulo Vitor (ANP); Reginaldo, Marlon Freitas (ACG)
Anápolis: Jeferson; Da Silva, Felipe, Luizão e Paulo Vitor; Rafael Jataí, Renan e Rafael Oller (Doda); Paulinho (Zambi), Roniel e Maranhão.
Técnico: Toninho Cecílio.
Atlético: Kozlinski; Reginaldo, Oliveira, Eder e Nicolas; Caio Vinícius, Marlon Freitas e Jorginho (Júlio César (Jr. Brandão)); Matheus, Kayzer e Ferrareis (Matheus Vargas).
Técnico: Cristóvão Borges.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE