Aparecidense treina em Belém e está definida para a 2ª fase

Time da Aparecidense treinou no Estádio Mangueirão, em Belém (PA), na manhã desta terça-feira (09). (Foto: Divulgação/A.A. Aparecidense)
Anúncios

A Aparecidense entra em campo nesta quarta-feira (10) para enfrentar o Bragantino. Mas não é aquele tradicional, de Bragança Paulista (SP). O adversário da vez é do norte do Brasil, mais precisamente de Bragança do Pará. A partida é válida pela 2ª fase da Copa do Brasil. Já em Belém (PA), o Camaleão encerrou seus treinamentos na manhã desta terça-feira (09).

Camaleão está treinando pênaltis. Confira!

A equipe goiana chegou à segunda fase após eliminar a Ponte Preta, de Campinas (SP), depois de um longo imbróglio judicial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E para tentar a classificação no objetivo de enfrentar o outro goiano, Vila Nova, na terceira fase, a Aparecidense aposta no momento. Nos dois últimos jogos, o Camaleão superou o Goiás na Serrinha – única derrota do clube no seu estádio em 2019 – e venceu a Ponte Preta pela Copa do Brasil.

“Foi uma situação que ninguém esperava (sobre o imbróglio envolvendo a Ponte Preta). Mas conseguimos reverter, vencemos mais uma vez e passar de fase. Agora é um novo momento. Estamos vindo de uma vitória sobre o Goiás, na Serrinha, e sobre a Ponte. É um momento positivo e que a gente possa mantê-lo”, avaliou o técnico Edson Júnior.

Conheça o adversário

O Bragantino (PA) chega para enfrentar os aparecidenses pois passou pelo ASA de Arapiraca (AL), na primeira fase. No estadual, os paraenses foram bem e chegaram às semifinais, ao serem eliminados pelo Clube do Remo, que disputará a finalíssima com o Independente (PA).

O clube costuma atuar no Estádio Diogão, em Bragança do Pará, mas o duelo com a Aparecidense será na capital. A partida acontece no Estádio Mangueirão, em Belém, a partir das 19h15. Isso acontece para suprir a grade da televisão – o Diogão não possui iluminação para partidas noturnas.

Sobre os paraenses, o técnico Edson Júnior, da equipe adversária, os definiu como um time veloz e aguerrido. Segundo o treinador, o Bragantino merecia sorte melhor no Parazão, como é conhecido o estadual no Pará.

“Estou atento em tudo. Consegui assistir sete jogos (do Bragantino-PA) deles. Contra o Remo, o Bragantino foi muito superior. Merecia até a classificação para a final. É uma equipe muito rápida, com atletas de qualidade. É um grupo interessante, equipe vibrante, que não entrega fácil as derrotas. Tenho certeza que será um grande jogo no Mangueirão. É um estádio bom, com o campo bom, o que vai fazer com que as equipes possam mostrar qualidade”, frisou o comandante aparecidense.

Como vem o Camaleão?

Técnico Edson Júnior deverá fazer uma mudança em relação ao time que venceu a Ponte Preta (Foto: Divulgação/A.A. Aparecidense)

Em relação ao time que venceu a Ponte Preta, a equipe de Aparecida de Goiânia deve ter apenas uma mudança. Alex Henrique, autor de um dos gols, sentiu um desconforto muscular e deve dar lugar ao atacante Moisés. A boa notícia é que Alex viajou e é opção para o segundo tempo.

Com isso, Edson Júnior deve mandar o time a campo com: Wallace; Rafael Cruz, Robson, Filipe e Mário Sérgio; Wagner, Tiago Ulisses e Washington; Moisés, Aleílson e Nonato.

Vale lembrar que o jogo é disputado em partida única e, em caso de empate, a decisão vai para os pênaltis.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE