Goiás perde para o Londrina e pesadelo do Z4 volta a incomodar

Verdão não criou muitas oportunidades de gol e ainda teve um jogador expulso.

2
36
Foto: Reprodução PFC

O Goiás foi ao estádio do Café na noite desta terça, 7, enfrentar o Londrina pela 34ª rodada do Brasileiro da Série B, e perdeu pelo placar de 2 a 0. Os gols foram marcados todos na etapa final: Arthur, aos 7 minutos, e Carlos Henrique, aos 17.

Com o resultado, o Verdão fica em 11º lugar, 43 pontos, três a mais que o Boa Esporte que abre a zona de rebaixamento. Já o Tubarão é 7º colocado, 52 pontos ganhos. Na próxima rodada o Goiás recebe o Ceará, dia 11, no Serra Dourada. No mesmo dia o Londrina vai a Arena Pernambuco encarar o Náutico.

Marcelo Rangel salvou e o Goiás pouco criou

Logo que a bola rolou, o Londrina tomou a iniciativa da partida. Tanto que, logo a um minuto, já estava na área adversária, por meio de um cruzamento perigoso de Ayrton, pela esquerda. Aos 9 minutos, o goleiro Marcelo Rangel, do Goiás, foi obrigado a fazer uma grande defesa. Arthur soltou um chute forte, de longe, a bola foi no ângulo esquerdo do goleiro, que espalmou e salvou o time esmeraldino.

Veja como foi o tempo real!

O Goiás procurou não se arriscar muito nos primeiros minutos. Prendeu a bola e abusou na troca de passes. Aos 17 Marcelo Rangel, com os pés, evitou o gol do Londrina, numa infiltração de Carlos Henrique pelo meio. A mesmas jogada se repetiu três minutos depois. Parecia um replay. O setor defensivo do Goiás estava bem postado e os londrinenses tinham dificuldade para penetrar na área.

Aos 38 Michael tentou passar por três marcadores na área do Londrina, caiu e pediu pênalti. O árbitro mandou seguir. O Goiás se limitou aos cruzamos na área do adversário, mas sempre sem sucesso. A forte marcação do Londrina no meio campo dificultou a armação de jogadas do Goiás, que tem neste setor seu ponto forte. O Londrina jogou melhor na primeira etapa e teve pelo menos duas boas chances de marcar.

Tubarão define o resultado

No segundo tempo o Goiás deu a impressão que mudaria de postura e seria mais ofensivo. Já a um minuto Michael escorou cruzamento de cabeça e a bola passou perto da trave do goleiro César. Mas, ao se arriscar um pouco, o Goiás abriu espaço para o contra-ataque adversário. E foi assim que, aos 7, Negueba driblou Rangel na esquerda e cruzou para Arthur escorar para as redes. A vantagem do Londrina poderia ser ampliada três minutos depois, quando Carlos Henrique chutou cruzado assustando o goleiro do Verde.

O atacante Carlos Eduardo, do Goiás, tentou chamar o jogo para si. Aos 14, da entrada da área, bateu forte no canto esquerdo, mas César encaixou bem. Mais objetivo nas jogadas, o Londrina fez o segundo gol. Numa jogada no meio campo a bola sobrou para Carlos Henrique, que cortou para dentro e bateu rasteiro, no canto esquerdo de Marcelo Rangel: 2×0. Hélio dos Anjos tentou mudar a forma do time jogar no ataque, sacando Aylon e colocando Júnior Viçosa, que na primeira jogada cabeceou por cima do gol adversário.

Aos 38 o Londrina deu mais um bote. Arthur, pela esquerda, chutou cruzado e Marcelo Rangel teve que se esforçar para defender. Em seguida o Goiás teve boa chance com Carlinhos. Ele chutou de longe, com efeito e César desviou com a ponta dos dedos. Nos minutos finais o Goiás pareceu se entregar ao resultado. Mas Fábio Sanches ainda achou tempo de atingir o rosto de Safira com a mão e foi expulso pelo árbitro. Todo mundo parecia pedir para o jogo acabar e o árbitro atendeu. Fim de papo: Londrina 2×0.

FICHA TÉCNICA
LONDRINA 2X0 GOIÁS
34ª rodada do Brasileiro da Série B
Data: 07/11/2017
Horário: 20h30
Local: Estádio do Café

Árbitro: Vinícius Furlan (SP)
Assistentes: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo – FIFA (SP) e Alberto Poletto Masseira – FIFA (SP)
Cartão vermelho: Fábio Sanches (GOI)
Cartões amarelos: Dirceu (LON); Victor Bolt, Carlos Eduardo e Léo Sena (GOI)
Gols: Arthur 7’ 2º T (1-0) e Carlos Henrique 17’ 2º T (2-0) (LON)

LONDRINA: César; Reginaldo, Dirceu, Edson Silva e Ayrton; Bidía (Marcondes), Rômulo e Jardel (Marcinho); Arthur, Carlos Henrique (Safira) e Negueba
Técnico: Claudio Tencati

GOIÁS: Marcelo Rangel; Pedro Bambu, Fábio Sanches, Alex Alves e Carlinhos; Victor Bolt (Thalles), Elyeser e Léo Sena; Carlos Eduardo, Michael (Nathan) e Aylon (Júnior Viçosa)
Técnico: Hélio dos Anjos

Comentários

comentários