“O Vila precisa ser cirúrgico nas contratações”, afirma Ecival antes de início na Série B

(Foto: Comunicação/Vila Nova)
Anúncios

O Vila vem tendo altos e baixos na atual temporada. No estadual, a equipe acabou deixando a desejar, com um 5º lugar na fase de grupos e caindo nas semifinais da competição. Passando para o âmbito nacional, no entanto, o time de Eduardo Baptista vai mostrando progresso e segue vivo na 4ª fase da Copa do Brasil, tendo tido seu melhor jogo do ano, na visão do presidente Ecival Martins, diante do Juventude, na última quinta (24).

Além das duas competições citadas, o Tigre se prepara para iniciar o terceiro, e mais importante, campeonato de 2019: a Série B. O time colorado estreia neste sábado, no Olímpico, diante do Paraná às 21h.

Tigre inicia venda de ingressos para estreia na Série B!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mesmo conseguindo reforçar o elenco nas últimas semanas (Joseph, Ramon, Bruno Mota, Mosquito e Jeferson), Ecival afirma que o clube seguirá na busca de fortalecer o grupo, mas sem margem para erro. Além dos atletas que chegaram, o Tigre também teve as saídas de Wellington Reis e Brunão.

“Nós estamos trabalhando muito. Todos os dias temos uma intensidade muito grande de trabalho, na busca de reforçar a equipe. Estamos sendo extremamente cirúrgicos, minuciosos, pois o Vila não tem condição mais de fazer experiência. Não tem condição financeira de não acertar. Pode parecer até prepotência, mas não é. O Vila precisa ser muito cirúrgico nas contratações”, disse em entrevista à Rádio Sagres 730.

Ciente da evolução do Tigre nos últimos anos, figurando entre os candidatos ao acesso nas temporadas passadas, o mandatário colorado explicou que novas dificuldades surgem. A concorrência por jogadores com times que disputam a Série A foi um dos empecilhos citados por Ecival, que complementou com pontos positivos que o Vila pode garantir às novas contratações.

“Hoje o Vila tem uma condição financeira que permite buscar jogadores com maior capacidade técnica, mas não basta ter o recurso, precisamos entrar numa briga com os clubes do meio da Série A. Mas é isso aí. Acho que hoje, o que temos para oferecer aos jogadores, é um ambiente muito bom e uma correção em relação aos pagamentos. A torcida pode ficar tranquila, que iremos trazer os jogadores para reforçar o Vila nova de verdade, para buscarmos o acesso, nosso grande objetivo”, afirmou.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE