Kayke vive expectativa de estrear pelo Goiás e diz a Claudinei: “Se quiser contar comigo de início, não tem problema”

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC
Anúncios

Às vésperas da estreia do Goiás na Série A do Campeonato Brasileiro, o atacante Kayke também vive a expectativa de fazer seu primeiro jogo com a camisa esmeraldina. O atleta, que chegou no decorrer do Campeonato Goiano, estava apenas treinando e, segundo ele, está à disposição de Claudinei Oliveira para iniciar como titular contra o Fluminense, no domingo (28).

Leia mais notícias do Verdão!

“Eu já vinha fazendo um trabalho muito forte com a comissão (técnica) anterior. Treinei e me dediquei bastante, muitas vezes até mais que meus companheiros, porque eu não estaria jogando. Foi um sacrifício válido, em prol daquilo que eu estou buscando para esse ano. Estou bem focado, bem feliz e preparado. Se o professor (Claudinei Oliveira) quiser contar comigo de início, não tem problema nenhum. Agora, é entrosar com meus companheiros, pegar o ritmo de jogo. Mas a gente só consegue fazer isso dentro de campo”, explica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Claudinei Oliveira

Questionado sobre o novo comandante esmeraldino, Claudinei Oliveira, Kayke frisa que esta será a primeira vez que eles trabalharão juntos, mas que já ouviu muitas referências positivas sobre o treinador.

“Ele é um treinador que todo mundo já conhece, independentemente de já ter trabalhado com ele ou não. É um nome bastante conhecido dentro do cenário brasileiro. Particularmente, nunca trabalhei com ele, mas tenho bastante amigos que já tiveram essa oportunidade. Quando fiquei sabendo, perguntei para os meninos que já tiveram essa oportunidade e as informações são as melhores. Então, a gente espera que, junto do grupo, ele possa fazer um grande ano e um grande campeonato. Nesse momento difícil do clube, ele vem para nos ajudar”, comentou.

Fluminense

Ex-jogador do Fluminense, adversário do Goiás na abertura do Brasileirão, Kayke diz que o tricolor carioca não costuma lotar o Maracanã e que isso pode ajudar o Esmeraldino.

“O Fluminense é um time grande, assim como o Goiás. Porém, no meu ponto de vista, o fato de estarmos jogando fora de casa nessa primeira partida não irá interferir muito. Podemos citar alguns clubes que teremos uma certa dificuldade no (jogo) externo, coisa que não vai acontecer no final de semana. O Fluminense não é um time que enche estádio, que tem uma torcida tão presente no Maracanã. Eu estive lá e eu sei do que eu estou falando. De certa forma, não que facilite, porque não vamos encontrar jogo fácil, mas não é um ponto extracampo que pode influenciar”, finalizou.

O Goiás começa sua caminhada no Brasileirão no próximo domingo (28), quando vai até o Rio de Janeiro para encarar o Fluminense, às 19h, no Maracanã.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE