Returno: Mirando o acesso, Vila busca melhorar desempenho de 2017

(Foto: Comunicação/Vila Nova)
Anúncios

As ambições do Vila Nova são grandes para o restante da temporada. Atualmente integrando o pelotão de cima na Série B, na 7ª colocação com 30 pontos, o Tigre quer conquistar o acesso à Série A ao fim do ano.

Alex Henrique crê no retorno do Vila ao G-4!

Em 2017, a tão sonhada vaga no G-4 ficou muito próxima. Com um primeiro-turno concluído em 3º lugar (32 pontos), junto de um aproveitamento de 56%, o returno deixou a desejar. Na última metade da competição, foram seis pontos conquistados a menos, em comparação ao início, e queda no aproveitamento para 46%. Ao fim, 7º colocação para o Tigre com 58 tentos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesta temporada, o segundo-turno não começou na melhor forma para o Vila, com a derrota para o Avaí. Para alcançar o acesso, o time colorado tem de melhorar o rendimento nas últimas rodadas do campeonato, ao contrário de 2017 quando o rendimento caiu visivelmente.

Dificuldade do 2º turno
Muitos jogadores, técnicos e dirigentes enxergam o returno da competição mais difícil do que a metade inicial. Com os clubes definindo seus objetivos no torneio e os elencos mais entrosados. No Vila, além disso, o ataque não tem correspondido. Com apenas 17 gols marcados em 20 partidas. Maguinho, lateral colorado, comentou sobre o setor ofensivo da equipe.
“Sabemos que temos de melhorar. Falta um pouco mais de tranquilidade, acho que por ter um grupo tão dedicado, a cobrança é maior e isso atrapalha os jogadores da frente. Mas o que irá tirar essa ansiedade é marcar os gols. Espero que nossos atacantes marquem o mais rápido possível. Mas vale acrescentar que se estamos brigando na parte de cima é por causa deles”, comentou.
Para resolver o problema, o Vila contratou o atacante Léo Itaperuna, que deve ser regularizado e apresentado na próxima semana. Caso esteja apto, o atleta deve ser relacionado para a próxima partida do time, diante do CRB, na sexta (17). O confronto acontece no Serra Dourada, a partir das 20h30.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE