André Pitta diz que não há como prever futuro do Goianão

Foto: Reprodução
Anúncios

O presidente da Federação Goiana de Futebol (FGF), André Pitta, avaliou que, no momento, é impossível fazer qualquer tipo de definição a respeito do Campeonato Goiano de 2020. O torneio foi suspenso nesta terça-feira (17) por tempo indeterminado e tem futuro incerto devido ao surto de coronavírus em Goiás.

Em entrevista à Rádio Sagres, Pitta ponderou que não se sabe quanto tempo a crise de saúde deve durar e, por isso, é impossível fazer qualquer determinação.

– Não tem como a gente falar no futuro. O momento é de aguardar os acontecimentos. Não dá para falar que o coronavírus vai acabar amanhã ou daqui um mês, dois ou três. Não tem como prever datas e falar pelo futuro. É hora de cuidar da saúde e aguardar – disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais do Goianão
Anápolis relata surpresa e aguarda reunião
Anapolina diz que campeonato acabou

O presidente da FGF também criticou a postura da Anapolina, que divulgou nota oficial pedindo o encerramento da edição de 2020 e realização do Goianão 2021 com os 12 clubes desta edição e mais dois promovidos da Divisão de Acesso.

– Em alguns momentos, as pessoas acabam se aproveitando das coisas e utilizando algo tão sério, como a situação que estamos vivendo, simplesmente preocupado em ser rebaixado ou não num campeonato. É muito pequeno perto da situação que estamos vivendo. Lamento muito que a intenção seja essa – afirmou.

Por fim, ele reiterou que o futuro do torneio está indefinido e diz que a entidade deve aguardar posicionamentos da Fifa e da CBF. “Não é uma questão se vai ter 12, 14 ou 20. Isso vai ser resolvido lá na frente. Acredito que a Fifa pode determinar algumas coisas em relação a campeonatos, pois isso é no mundo inteiro. Também temos que avaliar as decisões que a CBF vai tomar”, finalizou.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE