Ney Franco se diz frustrado por derrota e lamenta primeiros 25 minutos da equipe

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC
Anúncios

Jogando em casa, o Goiás foi derrotado pelo Fortaleza pelo placar de 2×1. Os gols da equipe cearense saíram aos 15 e aos 25 minutos. Após o segundo gol sofrido, a equipe melhorou em campo, principalmente após a parada técnica, onde o treinador pôde arrumar o time, que até então sofria com o adversário. Na entrevista coletiva após o jogo, Ney Franco lamentou os primeiros 25 minutos da equipe, mas comentou as mudanças táticas feitas na equipe que permitiram que o placar fosse diminuído ainda no primeiro tempo.

Mais do Goiás
Confira como foi a partida contra o Fortaleza

“A gente pagou caro pelos 25 minutos iniciais, onde o Fortaleza foi superior e fez dois gols. Quando teve a parada técnica, eu fiz uma mudança de posicionamento do Barcia, trabalhando mais por dentro, junto com o Rafael Moura e abri o Thalles em cima de um lateral-direito que não estava apoiando e abri o Michael no lado direito. Eu praticamente espelhei, comecei a jogar da forma que o Fortaleza estava posicionado, com quatro atacantes e a equipe se encaixou e a partir desse momento foi um jogo equilibrado. Dentro desse equilíbrio, a gente teve a competência para fazer um gol. A gente veio para o intervalo com a tranquilidade maior para conversar com os atletas. No segundo tempo, a proposta de jogo da nossa equipe em cima do adversário, um adversário muito perigoso, que tem uma linha de quatro zagueiros muito bem montada. Dois zagueiros altos, dois laterais altos, principalmente o lateral-esquerdo, além de ser alto é técnico. Com dois volante na frente, entre eles o Juninho, que é muito técnico, uma equipe muito bem armada. A gente conseguiu jogar o tempo todo em cima, mas um jogo com muito cuidado, porque eles tem jogadores muito rápidos para contra-ataque, como o Osvaldo e o Romarinho. A gente jogou o segundo tempo melhor do que o primeiro, só que dentro desse equilíbrio a gente não teve a competência de fazer mais gols”, analisou o treinador a partida, pontuando as mudanças táticas feitas e os pontos fortes do adversário.

Frustração
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quase 28 mil pessoas acompanharam a partida entre Goiás e Fortaleza. A boa presença de público foi destacada pelo treinador, que revelou estar frustrado por não ter conseguido dar a vitória para a torcida que foi ao Serra acompanhar a partida.

“Nós gostaríamos muito de ter dado alegria para o nosso torcedor. A gente sai daqui frustrado por isso, pela falta de competência de fazer os três pontos e ao mesmo tempo, tanto a gente como o torcedor, ir para a casa frustrado com a possibilidade de vitória”, falou o treinador sobre a frustração de não ter conseguido o triunfo, mesmo com a boa presença da torcida.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE