Na força e na mente: Divino Aparecido se destaca no wrestling e no xadrez

(Foto: Arquivo Divino Aparecido)
Anúncios

Duas áreas, aparentemente, distantes entre si e difíceis de se equilibrarem: força e mente. Em território goiano, é fácil encontrar quem brilhe em alguma das vertentes, mas nas duas é algo raro. Não para Divino Aparecido.

Natural de Anápolis, Divino tem 31 anos e se destaca tanto no quesito físico quanto no quesito mental. O goiano é, atualmente, um dos melhores wrestlers do estado e, nas horas vagas, pratica o xadrez amador, também conseguindo resultados surpreendentes.

Xadrez

(Foto: Arquivo Divino Aparecido)
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O esporte da mente é praticado há mais tempo pelo atleta, que joga desde que tinha 12 anos. Aliando a experiência de quase duas décadas jogando a modalidade junto de suas habilidades, Divino já foi vice-campeão amador em 2016.

Veja mais da modalidade!

Outros resultados empolgantes foram o 2º lugar nos Jogos Abertos de Anápolis, outro vice na Copa Sesc Campinas, além do tetracampeonato nos Jogos Abertos Teuto. Todos em 2018.

Wrestling

O caminho de Divino nas artes marciais não começou diretamente na luta olímpica. O atleta começou no muay-thai, em meados de 2010. Na modalidade, o goiano não chegou a disputar nenhum campeonato, mas serviu para ele migrar para o jiu-jitsu.

Nos tatames da principal arte-marcial brasileira, o atleta começou a se encontrar, alcançando a faixa azul na modalidade e conseguindo até o topo em torneio disputado em 2013, em Brasília. O passo adiante, para o wrestling, aconteceu dois anos depois.

Conheça outro nome goiano que se destaca na luta: Gabriel Limongi!

Na luta-olímpica, Divino chegou para ficar. O impacto do lutador na categoria foi imediato, já que o goiano foi por três vezes campeão estadual no estilo livre. O último título da categoria veio em setembro desse ano, no dia 16.

Ainda em 2018, o atleta disputou o Brasileiro Sênior da modalidade, organizado pela Confederação Brasileira de Wrestling, no Rio de Janeiro. Faltou pouco para Goiás conquistar um pódio na categoria 125kg livre, mas Divino conseguiu um orgulhoso 4º lugar frente aos melhores do país.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE