5.6 C
New York
quarta-feira, agosto 4, 2021
Início Mais Esportes Atletismo Goiano Rodrigo Parreira brilha e conquista três medalhas no Mundial de Atletismo

Goiano Rodrigo Parreira brilha e conquista três medalhas no Mundial de Atletismo

Rio-verdense subiu ao pódio em todas as provas que disputou e trouxe uma prata e dois bronzes

O goiano Rodrigo Parreira encheu Goiás e o Brasil de orgulho. Natural de Rio Verde, o atleta conquistou medalhas em todas as três provas que disputou no Mundial de Atletismo, em Londres. Parreira compete na classe T-36, para atletas com paralisia cerebral

A primeira conquista veio nos 200m. Após uma prova desgastante e com recorde mundial do australiano James Turner, o goiano cruzou a linha de chegada na terceira colocação. Antes de levar o bronze, porém, ele caiu na pista. Mas nem esse susto tirou o sorriso do rosto do rio-verdense, que fez a prova em 25.19 segundos.

No dia seguinte ao pódio nos 200m, veio o brilho no salto em distância. E, desta vez, o brilho foi prateado. Com um ótimo salto, que marcou 5.55m e atingiu sua maior marca na temporada, o brasileiro superou o australiano Brayden Davidson e levou a prata. O campeão foi o ucraniano Romam Pavlyk, que saltou 5.63 e ficou com o ouro atingindo sua melhor marca pessoal.

Para fechar a brilhante participação, Rodrigo Parreira foi, mais uma vez, exemplo de superação. Na prova dos 100m, o goiano correu lesionado, inclusive com uma bandagem protegendo a coxa esquerda. Nem isso o impediu de chegar em terceiro em uma prova emocionante e somar sua terceira medalha em terras britânicas. Ele fez o tempo de 12.28 segundos.

História de superação

Rodrigo Parreira foi diagnosticado com paralisia cerebral antes mesmo de nascer. Quando ainda estava grávida, a mãe do rio-verdense teve uma queda. O fato fez com que Rodrigo sofresse paralisia cerebral e, por isso, o lado esquerdo do corpo dele teve movimentos prejudicados.

Os médicos davam poucos dias de vida, mas a família de Rodrigo não desistiu e mudou-se para Uberlândia em busca de tratamento. Na cidade mineira, onde reside atualmente, ele fez reabilitação motora e se trata com uma fonoaudióloga desde os três anos de idade. Rodrigo é integrante do Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia. Veja mais sobre.

Rafael Tomazeti
Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás. Fã de esportes e apaixonado pelo estado de Goiás. Trabalhou na Rádio Universitária 870 AM, TV UFG, Rádio 730/Portal 730, Jornal Diário do Estado, Diário de Goiás e Rádio BandNews.
Anúncio

Últimas

Desempenho no OBA: Vila tem apenas um gol marcado em seis partidas e 27% de aproveitamento

O fator casa para o Vila Nova não vem sendo um diferencial para o clube dentro OBA. O Tigrão tem apenas 27%...

Volante retorna e Goiás não terá desfalques contra o Coritiba

O volante Breno cumpriu suspensão automática na rodada passada, contra o Operário/PR, e volta a ficar à disposição do técnico Marcelo Cabo,...

Apesar de eliminação do Brasil no handebol, goiano Léo Dutra se destacou nas Olimpíadas

O Brasil foi eliminado na primeira fase do handebol masculino nas Olimpíadas de Tóquio. Apesar disso, o goiano Léo Dutra se destacou....

Campeão por Caldas Novas e Grêmio Anápolis, Zé Uilton Silva brilha em Portugal

Destaque desde a infância em Itapitanga (BA), o atacante José Uilton Silva teve uma longa carreira em equipes do interior goiano. Hoje...

Tabela da Taça Brasil de futsal feminino – Temporada 2021

Confira a tabela completa e sempre atualizada da Taça Brasil de futsal feminino 2021. São treze clubes participantes, divididos em três grupos. Os confrontos são disputados no Ginásio Dolivar Lavarda (Patão), em Pato Branco/PR. O Clube Campestre de Rio Verde é o representante goiano. 
Anúncio