Lorena Peres revela emoção por ter sido convocada: “realização de um sonho”

Anúncios
(Foto: Divulgação/Hidráulica Brasil)

O ano de 2018 começou com uma grande notícia para o futsal goiano: a convocação de Lorena Rezende Peres para a Seleção Brasileira.  A atleta de 26 anos atua como ala na Hidráulica Brasil, uma das mais tradicionais equipes da modalidade no país.

A lista das convocadas pelo treinador Wilson Sabóia foi divulgada pela Confederação Brasileira (CBFS) no início da noite de quinta-feira (8). Em entrevista ao Esporte Goiano, Lorena lembrou a emoção do momento que recebeu o chamado.

“Estava em casa com minha família. Quando o telefone tocou e eu só sabia chorar, fiquei muito feliz com a convocação. É a realização de um sonho de criança. Quando comecei a jogar bola com 6 anos, me inspirava em grandes craques do futebol, como Ronaldo fenômeno, Pelé e, logo em seguida, vi a Marta jogar. Aquilo realmente se tornou um espelho pra mim”, contou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A partir de agora, o objetivo de Lorena é buscar aproveitar a oportunidade, para deixar uma boa impressão com a camisa canarinho. “Estou ansiosa para mostrar o que aprendi. Esperei tanto por esse momento que vou fazer o melhor que há em mim. Meu grande objetivo agora é focar total para o dia de apresentação que é dia 5. Até lá, me preparar fisicamente e estar em condições de jogo. E quando chegar tentar me adaptar o mais rápido possível com o grupo e dar o meu melhor com muita felicidade”.

História, sonhos e gratidão

(Foto: Divulgação/Hidráulica Brasil)

Aos 26 anos, Lorena Peres é goianiense e atua na Hidráulica há muito tempo. O que não a impediu de se arriscar em outros times pelo Brasil. “Comecei (no clube) com 12 ou 13 anos. Busquei me aventurar em uma peneira do Santos em 2011. Passei, me mudei pra São Paulo e fiquei um tempo, até ser dispensada e acabei indo para Praia Grande. Nos regionais, conheci a ACE Kurdana, equipe de Cotia (interior paulista). Fiquei 3 anos lá e, em junho de 2015, retornei para a HB e estou até hoje”, lembrou.

Além da já destacada vontade de jogar futsal, a ala tinha outro sonho, fora das quadras: concluir o curso de Educação Física. O objetivo foi concluído graças à parceria do clube goiano com a Faculdade Araguaia. “Tinha o sonho em me formar logo. Eu não tinha condições de pagar esse estudo, mas graças a parceria, vou formar nesse período, já que temos cem por cento da bolsa”, revelou a atleta.

Confira mais do futsal goiano!

Vivendo o ápice da sua carreira até aqui, Lorena Peres aproveita para mostrar sua gratidão à Daniela Dallago e Wilma de Carvalho, (respectivamente) treinadora e presidente da Hidráulica Brasil, que batalham muito pelo desenvolvimento da modalidade no Estado.

“É apenas uma agradecimento merecido onde eu aprendi tudo. Daniela, que é a técnica, me deu inúmeras oportunidades, de fazer o que mas gosto e de ser uma pessoa melhor. Me deram Faculdade, pela parceria, e aprendizado de todo meu futsal”.

A goiana se apresenta à Seleção Brasileira no dia 5 de março, em Carlos Barbosa (RS). No dia 11, enfrenta o Paraguai na cidade gaúcha e, no dia seguinte, enfrenta o mesmo adversário, na cidade de Lages (SC).

Comentários

comentários

PUBLICIDADE