Bolívar elogia postura da equipe e espera apoio da torcida no clássico

Foto: Comunicação/Vila Nova FC
Anúncios

Em seu primeiro jogo a frente do Vila Nova, o técnico Bolívar teve de cara uma decisão pela Copa do Brasil. Contra a Ponte Preta, o Vila empatou por 0x0 nos 90 minutos, no entanto, foi eliminado após ser derrotado pelo placar de 5×3 nas disputas de pênaltis.

Apesar da eliminação, Bolívar viu aspectos positivos na atuação da equipe. Segundo o treinador, a equipe foi intensa e jogou de igual pra igual, mas que agora é hora de juntar forças para os próximos desafios.

“O sentimento é triste pelo fato da eliminação. A equipe deu uma resposta muito grande com três dias de trabalho. Eu fiquei feliz com a atuação, mas não feliz pelo resultado, pela eliminação. A gente trabalhou intensamente o jogo todo, jogou de igual pra igual com uma equipe que disputa uma competição tão difícil como é o Campeonato Paulista. Os jogadores deram uma resposta muito boa e agora a gente precisar juntar forças. No vestiário eu falei para eles que não vai ser a primeira e nem a última eliminação que eles vão sofrer”, falou o técnico sobre a partida feita pela equipe.

Apoio da torcida no domingo
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O treinador disse entender o sentimento de tristeza do torcedor após a eliminação e disse que não irá dormir nesta noite devido ao revés. Porém, segundo Bolívar, é hora do torcedor ver os pontos positivos, de que a postura do Vila foi diferente da qual a torcida estava acostumada, mesmo jogando longe de Goiânia. Agora, para o técnico, é hora do torcedor dar a sua resposta no domingo (01), lotando o OBA no clássico contra o Goiás.

“Sempre depois de uma eliminação é inevitável não ficar triste. Sem dúvida nenhuma, é uma noite que eu não vou dormir, porque eu fico pensando nisso o tempo todo e o torcedor também deve estar com esse sentimento de tristeza pela eliminação. O torcedor tem que saber que nós tivemos uma postura diferente da qual ele estava acostumado. Conseguiram ver um Vila agressivo, mesmo atuando fora de casa, jogando de igual para a igual com uma equipe de muita qualidade. O torcedor precisa nos ajudar nesse momento, precisa lotar o estádio no domingo e eu tenho certeza que ele vai fazer isso, eu sei a força desse torcedor. Esses jogadores vão continuar numa crescente e a gente precisa dar uma resposta, vencendo o clássico para entrar na zona de classificação e alavancar uma sequência de vitórias”, pediu o treinador o apoio da torcida no clássico contra o Goiás.

Gilsinho

O treinador também falou da situação de Gilsinho, jogador que perdeu o pênalti pelo Vila. O técnico revelou a tristeza do jogador após a partida, mas que vai conversar com o meia para dar forças e dar a volta por cima. Segundo Bolívar, Gilsinho é um jogador com bastante experiência e precisa ser referência para os atletas mais jovens do elenco colorado.

“É confiança, eu entrei no vestiário e ele estava cabisbaixo e muito triste, como todos estão. Eu falei que não vai ser a primeira e nem a última, eles já passaram por situações como essas. Ninguém está feliz com a eliminação, mas é um jogador importante no grupo. É uma referência, experiente, com grande bagagem no futebol japonês e a gente sabe que é um espelho para os mais jovens. O jogador jovem observa os mais experientes como referência, então precisa levantar a cabeça, sabe que é um jogador importante. Ele vai ficar triste hoje, sem dúvida nenhuma, é inevitável, mas a partir de amanhã, na base da conversa e força para eles neste momento. Eles demonstraram uma equipe competitiva, aguerrida, que buscou o gol, mas infelizmente não aconteceu. O empate houve, foi para os pênaltis e fomos eliminados. O Gilsinho tem a sua importância, assim como todos e vamos recuperar esses atletas para domingo”, revelou o técnico o sentimento do meia após a partida.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE