5.6 C
New York
sábado, junho 22, 2024
InícioFutebolGoiásDa terra dos dinossauros, adversário do Goiás nunca venceu na Copa do...

Da terra dos dinossauros, adversário do Goiás nunca venceu na Copa do Brasil

O Sousa Esporte Clube tem um dos escudos mais icônicos do futebol brasileiro. O, ao que parece, sorridente dinossauro verde é o mascote da equipe paraibana, que vai enfrentar o Goiás na primeira fase da Copa do Brasil de 2022.


O mascote, claro, faz referência ao Parque Nacional do Vale dos Dinossauros, uma unidade de conservação na cidade de Sousa, de 70 mil habitantes, no oeste da Paraíba. No parque, classificado como monumento natural, há centenas de pegadas fossilizadas de dinossauros, que datam, pelo menos, de 143 milhões de anos atrás.

Mais do Verdão
Maguinho nega contato do Vila e se diz focado no Goiás
Veja os confrontos da Copa do Brasil

- Anúncio -

O Sousa Esporte Clube é mais jovem. O clube foi fundado em 10 de julho de 1991. Logo no primeiro ano, a agremiação conquistou o título da Série B do estadual. Em 1994, o Dinossauro levantou o troféu do Campeonato Paraibano, feito que viria a repetir somente mais uma vez, em 2009. Nos anos de 2005, 2012 e 2021, o time verde foi vice.

Neste ano, o Sousa também joga pela segunda vez a Copa do Nordeste. Na primeira, não passou na fase de grupos. Na Copa do Brasil, o Dino fará sua quinta participação. Nas quatro anteriores, o clube paraibano foi eliminado sempre na primeira fase, com derrotas para Flamengo, Vitória, Vasco e Coritiba. A última aparição no torneio fora em 2013.

O clube é comandado pelo técnico Tardelli Abrantes. O plantel não tem nomes conhecidos do futebol goiano. A maioria dos atletas é rodada no Nordeste, como os atacantes Rodrigo Poty e Esquerdinha e o volante Doda.

O presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, não gostou de encarar o Goiás na primeira fase. “O Sousa está predestinado a caminhos tortuosos. Era o único do pote que eu não queria. É um time de Série A, com um perfil de Série B, com garra. Se fosse para escolher quem eu não queria, eu diria que era o Goiás. Mas, já que foi sorteado, não tem o que fazer. Vamos atrás da mística do Sousa, de se agigantar diante das dificuldades”, disse.

Acompanhe o EG também nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.
Rafael Tomazeti
Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás. Fã de esportes e apaixonado pelo estado de Goiás. Trabalhou na Rádio Universitária 870 AM, TV UFG, Rádio 730/Portal 730, Jornal Diário do Estado, Diário de Goiás e Rádio BandNews.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P