5.6 C
New York
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
InícioFutebolVila NovaÉ tri! Vila Nova volta a bater o Remo e conquista o...

É tri! Vila Nova volta a bater o Remo e conquista o tricampeonato da Série C

Sábado, dia 30 de janeiro de 2021, ficará marcado na história do Vila Nova Futebol Clube. A coroação de uma campanha que teve sustos, mas que teve o brilho de Alan Mineiro, a artilharia de Henan, a eficiência de Dudu e Pablo e, claro, o comando decisivo do técnico (bicampeão pelo clube) Márcio Fernandes. O Tigre conquistou o tricampeonato da Série C ao bater novamente o Remo: após o 5 a 1 na ida, em Goiânia, os colorados fizeram 3 a 2, no estádio Mangueirão, em Belém.

 

Mais do Tigrão:
-> Confira como foi: Remo 2×3 Vila Nova, pelo duelo de volta da final da Série C 2020
-> Torcedor colorado baixe o pôster e o encarte especial do tricampeonato da Série C
-> Confira as foros da comemoração colorada do tricampeonato brasileiro da Série C
-> Pablo Roberto dedica título à torcida e reivindica gol contra o Remo
-> Alan Mineiro se emociona com primeira conquista de título pelo Vila Nova
-> Celsinho valoriza foco e união do plantel do Vila Nova na conquista do título

- Anúncio -

Desfalques inesperados

Minutos antes da bola rolar, o Remo teve duas baixas. O zagueiro reserva Fredson sentiu um desconforto no joelho, enquanto o titular Rafael Jansen teve mal estar e foi vetado. Com isso, Mimica, ex-Vila, assumiu a titularidade. Como esperado, o clube paraense se lançou ao ataque desde o início, afinal, precisava vencer por, ao menos, quatro gols de diferença para levar para as penalidades.

Primeiro tempo quente

O Remo abriu o placar aos 7 minutos, quando Felipe Gedoz recebeu na entrada da área, fintou um marcador e bateu de canhota, no cantinho esquerdo de Fabrício. Porém, os mandantes não tiveram tempo de comemorar, já que o Tigre respondeu na mesma moeda. Após boa troca de passes, Henan escorou e Alan Mineiro chutou rasteiro, no cantinho, da entrada da área: 1 x 1.

O empate fez o Remo se lançar ainda mais ao ataque, mas foi o Tigre que quase virou. Aos 19, Alan Mineiro cobrou escanteio da esquerda, Henan cabeceou e carimbou a trave. O Remo voltou a ficar em vantagem aos 35. Em jogada iniciada em cobrança de falta do bico da grande área pela esquerda, a defesa afastou parcialmente e, em seguida, Ricardo Luz levantou da direita. Sem ângulo, Tcharlles finalizou, Fabrício salvou, mas a sobra ficou para Lucas Siqueira, que balançou as redes, antecipando Adalberto: 2 a 1.

Aos 39, Alan Mineiro acionou Henan, que chutou forte pela direita e acertou a trave. Na sequência do lance, a bola bateu em Pablo e voltou para o lado direito. Henan aproveitou a chance, cruzou rasteiro e o mesmo Pablo dividiu com Mimica, que completou para as redes, em gol contra. Tudo igual no Mangueirão: 2 a 2.

Etapa final protocolar

O segundo tempo teve o Remo ainda mais presente no ataque. O Vila aceitou o posicionamento rival e se preparou para atuar nos contragolpes. As melhores chances da equipe azul vieram em erros colorados, como aos 4, quando Yuri errou passe e Tcharlles arriscou da entrada da área, assustando Fabrício.

Com as mudanças promovidas, o Tigre seguiu controlando as ações e esperando ansiosamente o término da decisão. Ainda assim, Pedro Bambu, em chute de fora da área, Rafael Donato, em cabeçada, quase viraram o placar. O Remo até insistiu até o fim, mas sem forças para anotar o terceiro gol. Com inteligência, o Vila Nova matou o jogo aos 43, em arrancada de Pedro Bambu pela direita e cruzou para Henan, mas Mimica completou para as redes, anotando gol contra, para explosão colorada em Belém: 3 a 2.

Ficha técnica:
Remo 2 x 3 Vila Nova
Jogo de Volta da Final da Série C do Campeonato Brasileiro 2020
Data: 30 de janeiro de 2021
Horário: 17h (horário de Brasília)
Local: Estádio Mangueirão, em Belém do Pará 
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
Cartões Amarelos: Tcharlles, Charles e Felipe Gedoz (REM); Rafael Donato, Adalberto e Yuri (VIL)
Gols:
Felipe Gedoz (REM) aos 7′ 1T (1-0), Alan Mineiro (VIL) aos 9′ 1T (1-1), Lucas Siqueira (REM) aos 35′ 1T (2-1), Mimica contra (VIL) aos 39′ 1T (2-2) e aos 43′ 2T (2-3)
Remo: Vinícius; Ricardo Luz, Mimica, Gilberto Alemão e Dioguinho (Ronald); Lucas Siqueira, Charles (Eduardo Ramos) e Felipe Gedoz; Augusto (Carlos Alberto), Tcharlles e Salatiel.
Técnico: João Nasser Neto (interino)
Vila Nova: Fabrício; Celsinho (Jonh Lennon), Rafael Donato, Adalberto e Willian Formiga; Yuri, Pablo (Pedro Bambu), Dudu e Alan Mineiro; Gilsinho (Hugo Sanches) e Henan (Rafhael Lucas).
Técnico: Márcio Fernandes.
Acompanhe o EG também nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube
Vitor Monteirohttps://esportegoiano.com.br/
Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás). Co-fundador do site Esporte Goiano, comentarista da TV Brasil Central e da Rádio Positiva FM. Trabalhou também na Rádio Universitária 870 AM, TV UFG, Rádio 730/Portal 730, Rádio Sagres, TV Sagres, jornal O Popular, MyCujoo, Eleven Sports e Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) de Goiás.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P