Rio Verde deslancha no segundo tempo, bate Goiás e vence a primeira

No primeiro jogo sob comando de Régis Amarante, Verdão do Sudoeste volta com tudo depois do intervalo e impõe segunda derrota consecutiva ao Esmeraldino

Rio Verde venceu a primeira no Estadual.(Foto: Pedro Henrique Rabelo/CBN)
Anúncios

A estreia de Régis Amarante foi perfeita. Em casa, torcida empolgada e a primeira vitória no Goianão 2017. E o triunfo não foi sobre qualquer um. Com um segundo tempo alucinante, o Rio Verde bateu o vice-líder Goiás por 2 a 1 no Mozart Veloso do Carmo.

A primeira vitória levou o Verdão do Sudoeste para os oito pontos e a terceira colocação no Grupo B. Os comandados de Amarante voltam a campo no próximo domingo, 5, diante do Vila Nova, no OBA.

Por sua vez, o Esmeraldino sofreu o segundo revés consecutivo. O Alviverde permanece com 11 pontos, na vice-liderança do Grupo A. O resultado negativo do Goiás favorece o arquirrival Vila, que se isola na liderança do Estadual.

Pé descalibrado
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Artilheiro do Campeonato Goiano com seis gols, Léo Gamalho não costuma falhar. No entanto, o atacante perdeu duas boas oportunidades de marcar. Na primeira delas, aos 37 do primeiro tempo, Carlos Eduardo fez grande jogada na ponta e cruzou. A bola quicou, tirou a zaga do Rio Verde e caiu nos pés do Samurai, que desperdiçou.

Veja como foi o Tempo Real.

No fim da etapa inicial, aos 47 minutos, Carlos Eduardo serviu o artilheiro novamente. A bola passou entre as pernas do centroavante e ficou com a defesa da casa. No rebote, Carlos Eduardo quase marcou, em um chute cruzado que passou com perigo ao gol de Tom.

Retorno alucinante

O Rio Verde voltou para a etapa complementar com uma postura bem diferente. Logo no primeiro minuto de bola rolando, o ritmo alucinante deu resultado. Bruno Leite foi lançado por Jair na direita e cruzou rasteiro. O estreante André Luís apareceu para escorar e inaugurar o marcador.

Atordoado, o Goiás tentava atacar sem organização. O Verdão do Sudoeste passou a ter mais espaços nos contra-ataques e os avanços dos donos da casa se tornaram mais perigosos.

Em uma jogada de contragolpe rápido, Caíque encontrou Saulo no comando de ataque. O atacante ficou na cara de Marcelo Rangel e, só não marcou, porque foi derrubado por David Duarte. O árbitro Eduardo Tomaz marcou o pênalti. Na cobrança, Saulo bateu forte e não deu chances para o arqueiro esmeraldino, abrindo 2 a 0.

Artilheiro dá esperança

A desvantagem fez o Alviverde da Capital se lançar de vez ao ataque. Patrick e Hélder quase não ajudavam mais na proteção e se transformaram em alas de tempo integral.

O Esmeraldino martelou, até que conseguiu marcar. Aos 25 minutos, Fábio Sanches foi derrubado por Pierry na área. Quem cobrou o pênalti foi o artilheiro Léo Gamalho. O atacante finalizou forte, deslocando Tom e anotando seu sétimo gol em sete jogos no Goianão. O gol animou os esmeraldinos, mas de nada adiantou.

A equipe de Gilson Kleina ainda tentou. O Goiás assustou em cobranças de escanteios de Jean Carlos e nas faltas levantadas na área por Juan. O principal lance, no entanto, foi no minuto final. Aylon recebeu cruzamento na medida e cabeceou livre, mas perdeu.

Ficha Técnica

Rio Verde 2 x 1 Goiás
Data: 25 de fevereiro de 2017
Horário: 16h
Local: Estádio Mozart Veloso do Carmo; Rio Verde, GO
Público Pagante: 1.744
Renda: R$ 35.535, 00

Árbitro: Eduardo Tomaz
Assistentes: Fabrício Vilarinho e Ygor Monteiro

Amarelos: Victor Bolt, Hélder, David Duarte e Léo Gamalho (GOI); Vítor Hugo, Pierry, Léo Guerreiro e Bruno Leite (RVE)
Gols: André Luís, 1’2T, Saulo , 13’2T (RVE); Léo Gamalho 27’2T (GOI)

Rio Verde: Tom; Bruno Leite, Rogério, Pierry e Roger Guerreiro; Bruno Sabino, Jair (Makelele), Vítor Hugo e Ramon (Caíque); André Luís (Léo Guerreiro) e Saulo.
Técnico: Régis Amarante.

Goiás: Marcelo Rangel; Pedro Bambu, Fábio Sanches, David Duarte e Patrick; Victor Bolt, Léo Sena (Hélder) e Jean Carlos; Carlos Eduardo, Léo Gamalho e Tiago Luís (Juan).
Técnico: Gilson Kleina.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE