5.6 C
New York
domingo, janeiro 17, 2021
Início Quadra Vôlei Referência do voleibol goiano, Danilo anuncia aposentadoria

Referência do voleibol goiano, Danilo anuncia aposentadoria

Emocionado, ponteiro declarou ao Esporte Goiano que vai abandonar as quadras e destacou contribuição para a modalidade no estado

Na última sexta-feira, 24, a derrota para o Jaó selou a eliminação do MonteCristo da Superliga B. Contudo, essa não foi a única despedida da noite. Em entrevista ao Esporte Goiano, o ponteiro Danilo, de 33 anos, anunciou sua aposentadoria.

“Estou encerrando a minha carreira, mas com orgulho de ter contribuído com muita coisa para o voleibol crescer em Goiás”, afirmou o jogador.

Goiano, o atleta nunca escondeu o amor pelo esporte. Mais que isso, Danilo sempre foi leal ao MonteCristo e ao treinador Paulo Martins. Em 2013, quando o Moc foi campeão da Superliga B, o ponteiro foi destaque. No ano seguinte, a equipe se mudou para Montes Claros-MG em busca de apoio. Danilo deixou sua terra para trás e seguiu para Minas Gerais.

Mais do voleibol goiano

De volta a Goiânia, ele pôde contribuir com o acesso para a Superliga B, conquistado através da Taça Prata e com o título goiano. Neste ano, ajudou o MonteCristo a chegar aos playoffs da Superliga B e foi o atleta mais experiente de um elenco jovem e promissor.

Referência, Danilo vai se aposentar, mas não vai abandonar o voleibol. “Eu ainda tenho muito para passar, mas fora da quadra. Eu estarei sempre ajudando para que o vôlei cresça dentro do estado”, disse.

Quando anunciou a aposentadoria, o ponteiro não conteve a emoção. Com a voz embargada, ele reafirmou o amor pelo voleibol e destacou sua contribuição para o crescimento do esporte em terras goianas.

“Vôlei é a minha vida. Estou deixando as quadras de coração partido, mas contribuí, ajudei. Foram 25 anos no voleibol em Goiás, fora, longe do Brasil. Saio satisfeito pelo que fiz e pelo meu trabalho durante esse tempo”, avaliou.

Último jogo

Danilo consola Léo Alexsander após eliminação.(Vitor Monteiro/Esporte Goiano)

Para encerrar a carreira, nada melhor que um clássico. Danilo foi titular durante toda a partida diante do Jaó. Lutou, se esforçou, gritou e acalmou seu MonteCristo. Entretanto, nada pôde fazer para evitar a eliminação nas quartas. Consciente, o ponteiro admitiu a superioridade auriazul.

“O Jaó jogou melhor. É uma equipe experiente e que estava bem mais preparada. Já joguei com eles e sei como funciona. O jogo foi bom tecnicamente. O Jaó jogou muito bem”, reconheceu.

Rafael Tomazeti
Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás. Fã de esportes e apaixonado pelo estado de Goiás. Trabalhou na Rádio Universitária 870 AM, TV UFG, Rádio 730/Portal 730 e Jornal Diário do Estado.
Anúncio

Últimas

Valendo o acesso, Vila Nova encara o Ituano na última rodada do quadrangular da Série C

O Vila Nova chega na última rodada do quadrangular semifinal da Série C dependendo apenas de si para conquistar o tão sonhado...

Para voltar a vencer, Dragão encara o Atlético/MG no Mineirão

Atlético Goianiense e Atlético Mineiro duelam neste domingo (17), às 18h15, no estádio do Mineirão. A partida é válida pela 30° rodada...

Rensga é derrotada na estreia do CBLoL

Não deu para os cowboys na primeira partida da história da Rensga pelo Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL). A organização...

Arena estreia na Taça Brasil sub-15 na segunda-feira (18)

A Arena vai estrear na Divisão Especial da Taça Brasil sub-15 de 2020 na próxima segunda-feira (18). O representante goiano encara o...

Sem desfalques, Goiás pode repetir escalação contra o Flamengo

Os técnicos Glauber Ramos e Augusto César terão todo o plantel à disposição para escalar o Goiás para o duelo de segunda-feira...
Anúncio