5.6 C
New York
terça-feira, maio 11, 2021
Início Mais Esportes E-Sports Realizado nos eSports, Wendell Lira prepara despedida do cenário competitivo

Realizado nos eSports, Wendell Lira prepara despedida do cenário competitivo

Mais de cinco anos depois de vencer o Prêmio Puskás, Wendell Lira vive uma vida totalmente diferente da que imaginou na infância. O garoto que sonhava em brilhar no futebol ganhou destaque pelo belo gol que anotou contra o Atlético, em 2015, mas se realizou mesmo no esporte eletrônico.


Lira é, há anos, um dos principais gamers influenciadores digitais do Brasil e ganhou várias competições mundo afora. A recompensa financeira também veio. “Tenho maior prazer de falar que hoje ganho cinco, seis vezes mais que quando era jogador de futebol. É a profissão do futuro”, disse em entrevista ao TBC Esportes.

Mais dos eSports
Veja tudo sobre o Goianão dos eSports

O mercado é promissor e, para Lira, deve ser analisado com carinho pelos clubes de futebol. “Hoje, colocamos na live 3 mil, 2 mil pessoas. Temos um poder grande sobre a juventude. Os clubes estão perdendo a oportunidade de fazer ações, angariar mais torcedores desde pequenos”, destaca.

Apesar de sentir-se realizado com a carreira de gamer, Lira sente saudades dos gramados. As marcas emocionais e físicas, porém, ainda são latentes.

– Não gosto de ficar pensando. Fazia um ano que não tirava o Puskás da caixa. Me traz muitas lembranças. Sinto saudade. Parei porque não tinha condições psicológicas e físicas de jogar. Me sentia debilitado fisicamente – destaca.

Os rumos que a vida tomou, todavia, amenizam a frustração do sonho de infância. “Pude realizar o sonho de trabalhar com as grandes marcas do país, de palestrar em grandes congressos e cobrir uma Copa do Mundo. Há cinco, seis anos, ninguém acreditava em mim. Hoje a vida deu essa guinada. Estou estruturado, tenho minha própria empresa”, afirmou.

Preparando o adeus

Wendell Lira revelou que renovará seu contrato com a Netshoes por mais uma temporada e, logo depois, vai abandonar as competições do futebol digital. Os planos para o futuro estão já definidos.

– Vou ficar mais um ano competitivo. Depois vou encerrar meu ciclo competitivo, lançar meu curso de coaching e partir para a área de manager das equipes, que é uma área mais carente. Quero fazer essa transição. 

Acompanhe o EG também nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.
Rafael Tomazeti
Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás. Fã de esportes e apaixonado pelo estado de Goiás. Trabalhou na Rádio Universitária 870 AM, TV UFG, Rádio 730/Portal 730 e Jornal Diário do Estado.
Anúncio

Últimas

Jovair Arantes dispara contra Casagrande após declaração de comentarista: “ele é viciado em droga”

Na quinta-feira passada (6), em Assunção, o Atlético vacinou os 44 integrantes da comissão técnica do clube, incluindo jogadores e dirigentes. A...

Pastelaria derrota a FORGET e vence Campeonato de CS:GO realizado na Arena Nitroxx

Nos últimos dias, foi organizado um Campeonato de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) na Arena Nitroxx. A equipe que saiu vencedora foi a...

Goianésia vai iniciar treinamentos na próxima semana, mas segue com elenco indefinido

O ano vem sendo de altos e baixos para o Goianésia. Em fevereiro, a equipe foi vice-campeã do Goianão de 2020, perdendo...

Éder lamenta eliminação e fala em tirar proveito desta dor “como combustível”

A busca do tricampeonato estadual pelo Atlético-GO teve fim na noite deste domingo (09) com a eliminação na disputa de pênaltis para...

Vila Nova encaminha acerto com dois reforços para a disputa da Série B do Brasileiro

O Vila Nova segue se planejando para a disputa da Série B do Brasileirão e após encaminhar a contratação de dois jogadores...
Anúncio