Rafael Moura revela não ter sido procurado para renovação, mas comemora volta por cima

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC
Anúncios

Há alguns meses, uma nuvem de dúvida pairava sobre a Serrinha. Tratava-se de Rafael Moura. O atacante de 36 anos chegou ao Verdão depois de sete meses sem jogar, desde que deixou o América Mineiro ao fim do ano passado. Mas essa dúvida diminuiu bastante ao fim da Série A. No último jogo de 2019, vitória por 3 a 2 sobre o Grêmio, He-Man anotou dois gols.

Mais do Verdão
-> Esmeraldino vence Grêmio
-> Tabela final da Série A

Além disso, Moura marcou gols, seguidamente, nas suas últimas cinco partidas pelo Brasileirão. Desta forma, alvo de muitas críticas, Rafael mostrou que ainda é capaz de cumprir seu papel histórico por onde passou – marcar gols e ser importante dentro de campo. He-Man terminou a Série A com 9 gols e o título de artilheiro do Goiás na competição.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Eu fui contestado, até certo ponto humilhado. E, pelos últimos anos, sou um dos grandes ídolos do clube. Eu não precisava escutar certas coisas de quando cheguei ao Goiás. Engoli muito saco, calado, e fui querendo mostrar cada a dia mais, dando resposta. Primeiro pelo agradecimento de voltar a jogar, estava há sete meses sem entrar em campo. E segundo que tudo que eu faço no futebol é para a minha mãe, que está aqui hoje, sempre comigo”, afirmou o centroavante esmeraldino.

Continua no Verdão?

O He-Man realmente mostrou que tem a força ao dar a volta por cima pelo Goiás. Apesar disso, após a última rodada do Campeonato Brasileiro, o atacante revelou que ainda não foi procurado para a renovação pela diretoria do esmeraldino. Sobre isso, Rafael Moura se mostrou chateado com a situação.

“Não teve nada ainda. Estavam aguardando o meu posicionamento sobre questões financeiras, se íamos para Libertadores ou Sul-Americana. Isso muda muito os patamares das equipes. E aí sim tentam os acertos. Precisamos de uma base forte para o ano que vem, até achava que seria procurado anteriormente, mas espero que eu continue”, desejou He-Man.

Avaliação de Rafael sobre a Série A

Sempre muito sincero, Rafael Moura não poupou críticas a alguns jogos do alviverde. E mesmo após o triunfo sobre o Grêmio, o atacante fez questão de relembrar algumas atuações abaixo do esperado, que foram determinantes para que o clube não lutasse por algo maior na Série A. Apesar disso, Moura ressaltou a garra de todo o elenco e o fato do Goiás não ter lutado contra o rebaixamento.

“Tirando as goleadas, pelas quais até viramos chacota nacional, tivemos um campeonato muito digno, na primeira metade da tabela. É um grupo de homens, de muita garra. Então se tem que manter a base até por questão de meritocracia. Agora, para o Goiás ficar forte, se manter na Série A e ir forte para a Sul-Americana, é fazer contratações pontuais e se alimentar melhor a cada ano para crescer”, avaliou.

Nas próximas semanas, o Verdão deve anunciar algumas renovações para 2020. A reunião para definir os rumos do esmeraldino para a próxima temporada acontece amanhã.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE