5.6 C
New York
quarta-feira, janeiro 26, 2022
Início Futebol Vila Nova Presidente do Vila Nova critica formato do Goianão: "acho que é muito...

Presidente do Vila Nova critica formato do Goianão: “acho que é muito injusto”

Para o presidente Hugo Jorge Bravo, do Vila Nova, o atual formato do Goianão pode apresentar novas injustiças. Em entrevista ao Esporte Goiano, durante o Conselho Técnico da competição estadual, o dirigente colorado criticou o sistema em vigência e afirmou que uma das chaves da próxima edição é muito superior à outra.

Mais do Tigrão
Campanha de G-4 e na frente dos grandes: veja números do Vila na Série B
Federação Goiana de Futebol divulga tabela do Campeonato Goiano de 2022

No Goianão 2021, o formato de disputa colocou 12 equipes em cada grupo, com as quatro melhores avançando para o mata-mata. O pior time de cada chave foi rebaixado para a Divisão de Acesso, independentemente da pontuação geral. No Grupo A, por exemplo, a quarta colocada Jataiense passou para a etapa seguinte com uma campanha de oito pontos. No Grupo B, o Jaraguá foi rebaixado com dez. O formato será mantido em 2022.

- Anúncio -

“A minha tese seria de turno único. Se a gente tivesse a oportunidade, defenderíamos. ‘Ah, mas teria equipe que jogaria seis jogos em casa, e outras cinco'. Aí seria em base no que ela produziu, faz um ranking goiano e quem estiver melhor ranqueado jogaria as seis primeiras em casa. Defenderia as quartas de final em jogo único e depois semi e final. Acho que é muito injusto, corre-se um grande risco de termos novamente uma equipe com pontuação muito superior à de um outro grupo ser rebaixada”, afirmou Hugo Jorge Bravo.

Desequilíbrio e torcida mista

Para o presidente alvirrubro, o Vila Nova caiu na chave mais complicada do Goianão 2022. O Tigre integra o Grupo B ao lado de Atlético, Aparecidense, CRAC, Iporá e Goiatuba. No Grupo A, estão Grêmio Anápolis, Goiás, Anápolis, Jataiense, Goianésia e Morrinhos. “Acho que futebol, na hora em que a bola rola tudo é diferente, mas em tese ele (Grupo B) tem um nível técnico de competitividade muito acima do outro”, destacou o dirigente.

Sobre uma possível presença de torcida em clássicos no ano que vem, o presidente do Vila Nova afirmou que só seria a favor caso isso acontecesse no Estádio Serra Dourada.

Acompanhe o EG também nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.
Luiz Felipe Mendes
Jornalista formado pela PUC Goiás. Amante de todos os esportes, especialmente futebol e futebol americano.
Anúncio

Últimas

Em jogo de quatro gols, Aparecidense e Iporá ficam no empate

Aparecidense e Iporá ficaram no empate em 2x2,  nesta terça-feira (25), pela abertura do Goianão 2022, em partida realizada no Aníbal Toledo....

Anápolis resolve no primeiro tempo e bate o Goianésia na estreia

Os primeiros 45 minutos bastaram para o Anápolis construir uma vitória tranquila na estreia do Goianão. Em casa, no Jonas Duarte, o...

Reestreando na elite, Morrinhos encara a Jataiense no João Vilela

De volta à elite do futebol goiano, o Morrinhos encara a Jataiense nesta quarta-feira (26), no estádio João Vilela, às 20h30. O...

Atual campeão, Grêmio Anápolis desafia favoritismo do Goiás

Depois do êxtase em 2021, o Grêmio Anápolis começa a defender o cinturão de campeão goiano nesta quarta-feira (26). Às 20h30, a...

Matheuzinho se destaca e Tigrão vence o Goiatuba na estreia do Goianão

O Vila Nova venceu o Goiatuba pelo placar de 1 a 0 na noite desta terça-feira (25), em partida válida pela primeira...
Anúncio