Ney Franco confirma acerto por renovação com o Goiás para 2020

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás E.C.
Anúncios

Tudo certo entre Goiás e Ney Franco. Na tarde desta sexta-feira (29), o técnico esmeraldino praticamente deu como certa a assinatura do contrato para 2020 e, assim, uma renovação. Ney revelou que só faltam detalhes para que tenha uma sequência de trabalho no alviverde. O Verdão tem, nesta reta final de ano, em que vive grande fase, a possibilidade de se classificar para a Libertadores da próxima temporada.

Mais do Verdão
-> Palmeiras x Goiás troca de palco
-> Green weekend: promoção contra Fortaleza!

Além da campanha segura na Série A deste ano, o Goiás de Ney Franco já atingiu outras glórias. No ano passado, sob o comando do treinador, o time esmeraldino confirmou a volta à Série A após três anos com um 4º lugar na Série B. A expectativa de Ney é um trabalho com ainda mais resultados em 2020.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Está praticamente acertado. Tanto o clube quanto as pessoas que trabalham para mim só estão estudando os detalhes do contrato para que este seja assinado. Mas é um assunto que é a diretoria que tem de se posicionar no momento certo em que a gente assinar. Mas assim, já está muito bem encaminhada a renovação. É um desejo meu de continuar um trabalho a frente do Goiás. Vejo perspectiva da gente ter um trabalho até melhor que tivemos esse ano”, afirmou.

Planejamento de Ney Franco e Goiás

A renovação está tão próxima que o comandante esmeraldino até revelou conversas com o presidente do clube, Marcelo Almeida. A pauta? Planejamento visando para 2020, que deve ser desenvolvido a partir da próxima segunda-feira (02). A competição que o Goiás disputará no próximo ano deve definir tudo – Copa Sul-Americana ou Libertadores da América.

“Em uma rodada, confirmamos a permanência na Série A. Na seguinte, já garantimos uma vaga na Sul-Americana. Agora, faltando três jogos, temos a possibilidade de um upgrade para a Copa Libertadores. Então o planejamento passa pela importância das competições que temos para disputar. Na segunda-feira tenho uma reunião com o presidente (Marcelo Almeida) para definirmos o plano para a próxima temporada. Ver as possibilidades do elenco, possibilidades de contratações ou renovação de atletas”, revelou o técnico.

Sprint final na Série A

Se o Goiás atualmente é a grande sensação da elite do futebol brasileiro, quem corre por fora é o Fortaleza, seu próximo adversário. O Verdão é 9º, com 49 pontos, enquanto o Leão é 10º, com três tentos a menos. Ou seja, ambas as equipes ainda podem beliscar uma vaga na tão sonhada Libertadores. Para o treinador do Verdão, Ney Franco, o jogo de domingo, no Serra Dourada, às 16h, será um dos mais difíceis do Brasileirão.

“Temos três jogos dificílimos pela frente. Entre esses três jogos, agora tem o Fortaleza. Uma equipe forte, com jogadores interessantes. São três jogos com adversários em situações diferentes na classificação do campeonato. E o Fortaleza é muito perigoso, principalmente jogando fora de casa. Tem um ataque muito rápido, uma transição forte da defesa para o meio também. Acho que vai ser um dos nossos jogos mais difíceis na Série A”, avaliou Ney.

A sensação chamada Michael

Recentemente, muito se fala de Michael pelo Brasil. E pelo mundo. O atacante mato-grossense tem chamado a atenção pelo seu poder de decisão, velocidades, dribles desconcertantes e papel de garçom no Verdão. Por isso, já se diz muito sobre uma possível transferência para o exterior, especialmente para a China. Para Ney Franco, o melhor para o jogador é permanecer no Brasil – e, para o desejo dele, no Goiás mesmo.

“Para a carreira do Michael, não é interessante ir para um mercado como o da China. Vai ficar escondido. Assim como ir para o mundo árabe. Pode até ir para ganhar dinheiro, mas tecnicamente não é o melhor para ele. Agora, acho que está preparado sim. De repente defender equipes de grandes clubes europeus imagino que seja um melhor caminho. Mas tirando o lado econômico, dependendo das propostas, é melhor ficar no Goiás, jogando no Brasil, numa Série A e com a possibilidade de disputar Copa Sul-Americana ou Libertadores”, opinou.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE