Líder de assistências do Vila, Mateus Anderson quer encerrar jejum de gols

136
Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova FC
Anúncio

No Vila Nova desde 2014, o piauiense Mateus Anderson está incomodado com seca de gols que está vivendo na atual temporada. Líder no número de assistências (6) do Tigre na Segundona, o camisa 7 não balança as redes desde o dia 28 de abril, quando marcou um dos tentos da vitória de 3 a 1 sobre o Sampaio Corrêa. Para ele, o gol sairá na hora certa.

“O último gol que fiz foi contra o Sampaio Corrêa. Faz muito tempo. Me cobro bastante, mas não acredito em sorte. Tenho ajudado com muitos passes para gols e acredito que, na hora certa, vou ajudar meus companheiros não só com assistências, mas com gols também. Vou procurar continuar dando meu melhor”, analisou.

“Precisamos da vitória”, destaca Geovane!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para o jogo contra o Paysandu, Mateus disse que o clube precisa ter a mesma “postura agressiva” que teve contra o Londrina e vem tendo na competição.

“Estamos vindo de uma derrota fora de casa, mas é uma derrota que sabemos que poderíamos ter saído de lá com a vitória. Criamos bastante e, se for parar para analisar, estávamos em cima deles o tempo todo, mas não fomos felizes nas oportunidades que criamos no primeiro tempo. Agora, temos um jogo difícil em casa contra o Paysandu. Temos de ter a mesma postura, que é uma postura agressiva”, explica.

Estatísticas

Com 31 jogos disputados (apenas um como reserva) na Série B, Mateus Anderson também lidera a equipe no número de finalizações a gol. Foram 66, sendo 32 certas. Uma média de 2,09 chutes por partida. Além das próprias finalizações, o camisa 7 deu outros 34 passes para que os companheiros arrematassem às balizas adversárias. Os dados são do Footstats.

Segundo o atacante, se o acesso à elite for concretizado, será um marco histórico para o clube e para os jogadores. “Tenho bastante tempo de clube, então, sei da importância (do acesso). Não só para o clube, mas para os jogadores, também. Um acesso à Série A é muito importante e histórico para o clube. A diferença para o ano passado é que estávamos numa crescente e decaímos, diferentemente deste ano, que estamos jogando bem, estamos próximos do G-4 e de conquistarmos o nosso objetivo”, finalizou.

O Vila Nova enfrenta o Paysandu nesta sexta-feira (2), às 19h15, no Estádio Serra Dourada. A partida é válida pela 34ª rodada da Segundona.

anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here