5.6 C
New York
sábado, abril 13, 2024
InícioFutebolAtléticoNa memória: Márcio brilhou e garantiu o Atlético na semifinal da Copa...

Na memória: Márcio brilhou e garantiu o Atlético na semifinal da Copa do Brasil em 2010

Em 2010, o Atlético fez a sua melhor campanha na Copa do Brasil. Naquela edição do torneio, a equipe avançou até a semifinal da competição, sendo eliminado pelo Vitória (BA).

A caminhada da equipe na competição passou pela região nordeste do Brasil. O primeiro adversário foi o ASSU (RN), vitória do Dragão por 3×0. Na segunda fase, o Dragão enfrentou o Bahia. Em casa, o Atlético triunfou por 2×0, na partida da volta, derrota por 1×0 e vaga garantida nas oitavas de final.

Nas oitavas de final, a equipe enfrentou o Santa Cruz (PE). Fora de casa, o Atlético venceu a partida de ida por 2×1, na volta, mais um triunfo do Dragão, dessa vez por 2×0 e vaga garantida nas quartas de final. Pela primeira vez, o adversário não seria uma equipe do nordeste, mas o Palmeiras.

- Anúncio -
Derrota na partida de ida e decisão em casa

Diante do Palmeiras, a equipe foi derrotada na partida de ida. No Parque Antártica, os paulistas tiveram dificuldades, mas venceram pelo placar de 1×0. No último minuto, Cleiton Xavier marcou de pênalti para o alviverde. Na partida da volta, o Atlético precisava devolver o placar do primeiro jogo ou vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar a semifinal.

Em casa, o Atlético começou indo pra cima. O rubro negro se aproveitava da postura defensiva do adversário, que buscava o contra-ataque. Apesar do bom início da equipe atleticana, o Palmeiras foi ligeiramente superior, mas apesar da vontade das duas equipes, faltava técnica.

Precisando do resultado, o Atlético voltou com outra postura do vestiário. Em 10 minutos, a equipe colocou Marcos para trabalhar em duas oportunidades, mais trabalho do que nos 45 minutos iniciais. A sorte do Dragão começou a mudar aos 14 minutos, com a expulsão de Pierre. O volante já tinha amarelo, fez falta em Elias e foi para o chuveiro mais cedo.

Com um a mais, não demorou muito para o Atlético abrir o placar. Aos 25 minutos, Marcão recebeu passe de Elias e finalizou da entrada da área, a bola saiu fraca, mas foi o suficiente para balançar a rede e garantir a disputa por pênaltis no Serra Dourada.

Nos pênaltis, Atlético conta com a estrela de Márcio para vencer

Na marca da cal, o Palmeiras abriu o placar com o atacante Ewerthon. O Atlético deixou tudo igual, com Márcio. A partir daí, o que se viu foi um show de cobranças ruins e defesa dos goleiros no Serra Dourada.

O segundo pênalti do Palmeiras foi cobrado por Danilo, que parou na defesa de Márcio. Herói do tempo normal, Marcão teve o pênalti defendido por Marcos. A terceira cobrança do Palmeiras foi de Figueroa, que mandou pra fora. Robston desperdiçou a chance de passar a frente, o volante parou no goleiro Marcos.

Responsável pela quarta cobrança do Palmeiras, Ivo parou no goleiro Márcio. O Atlético teve novamente a chance de passar a frente, mas novamente Marcos defendeu a penalidade, dessa vez cobrada pelo atacante Juninho.

A última cobrança do Palmeiras foi de Cleiton Xavier, que novamente parou no goleiro Márcio. Se o Atlético marcasse, avançaria a semifinal. O encarregado da cobrança decisiva era Elias, que tomou distância e bateu no meio do gol, colocando o Atlético entre os quatro melhores times da competição.

Ficha Técnica

Atlético (2) 1×0 (1) Palmeiras – Quartas de final Copa do Brasil 2010
Data: 05 de maio de 2010
Local: Estádio Serra Dourada, Goiânia (GO)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Enio Ferreira de Carvalho (DF) e João Antônio Souza Paulo Neto (DF)

Gols: Marcão, aos 25′ 2T (ACG)
Pênaltis: Márcio e Elias (ACG); Éwerthon (PAL)

Cartões Amarelos: Agenor, Márcio, Jairo, Ayrton e Welton Felipe (ACG); Maurício Ramos, Márcio Araújo e Marcos Assunção (PAL)
Cartão Vermelho: 
Pierre (PAL)

Atlético: Márcio; Ayrton, Welton Felipe, Jairo e Tiago Feltri; Agenor (Elias), Pituca, Ramalho e Robston; Juninho e Rodrigo Tiuí (Marcão)
Técnico: Geninho

Palmeiras: Marcos; Márcio Araújo, Danilo, Maurício Ramos e Armero; Pierre, Edinho, Marcos Assunção (Figueroa); Cleiton Xavier e Lincoln (Ivo); Robert (Éwerthon)
Técnico: Antônio Carlos Zago

Confira o gol do Atlético e as cobranças de pênalti

Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P