Marat Garipov é eliminado na primeira fase do Mundial de Wrestling

Marat Garapov (Amarelo) e Piatek (Azul) (Foto: United World Wrestling)
Anúncios

Além de Laís Nunes, outro atleta que representou Goiás no Mundial de Wrestling foi Marat Garipov. O atleta, que é natural do Cazaquistão, conseguiu sua naturalização brasileira em 2017 e, desde então, representa a Federação Goiana no país, não conseguiu avançar da primeira fase do torneio, disputando a categoria greco-romana até 60kg.

O duelo diante do polonês Przemyslaw Piatek, ocorreu na sexta (26), e foi tenso, com o adversário conseguindo abrir uma vantagem de 7 a 0 logo cedo. Marat, que estava entre os 20 melhores da categoria, até buscou a reação, mas não foi capaz de aplicar a virada no placar, perdendo por 7 a 4. Para voltar à repescagem, o cazaque naturalizado brasileiro dependia do avanço do atleta da Polônia, mas Piatek foi superado na fase seguinte.

Desde sua naturalização, o atleta de 34 anos havia brilhado nas competições vestindo as cores verde e amarela. No início do ano, em fevereiro, Marat conquistou a prata no Grand-Prix de Zagreb, na Croácia. Em maio, foi a vez de conseguir a medalha de bronze no Pan-Americano de Wrestling. Pela Federação Goiana, o grequista foi campeão nacional na categoria até 60kg.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Comentários

comentários

PUBLICIDADE