Wagner Lopes valoriza elenco e diz que se pressiona por resultados: “Sou perfeccionista”

Foto: Willian Rommel/Esporte Goiano
Anúncios

O elenco antes tido como guerreiro e por vezes elogiado por dirigentes e torcedores agora passou a ser motivo de questionamento após o início titubeante na Série B. Contudo, o técnico Wagner Lopes mantém a fé nos jogadores que tem. O treinador, antes do duelo com o Guarani, fez questão de valorizar os atletas, mas também destacou que reforços seriam bem-vindos ao Antônio Accioly.

– Confio muito nos jogadores que tenho em mãos. Seria leviano da minha parte não fazer isso. Entendemos que nosso time é bom, mas nosso rendimento pode ser melhor. A execução na hora do jogo precisa de concentração. Nosso presidente é muito atento, estamos prospectando e buscando oportunidades de mercado. A política do clube é ter os pés no chão. Quero sim que o time se fortaleça, mas dentro das capacidades financeiras do clube – disse.

Rubro-Negro defende invencibilidade de 3 décadas diante do Bugre

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com atuações ruins em partidas como contra Figueirense e Bragantino e resultados aquém do esperado diante de Vitória e Coritiba, em casa, a pressão sobre o técnico Wagner Lopes aumentou. As críticas ao treinador, antes raras, passaram a ecoar mais em redes sociais e também na imprensa. Lopes, todavia, não se incomoda com isso. Segundo o comandante, ele próprio é quem mais se pressiona.

– Eu entendo que muitas vezes é analisado só o resultado. Antes da partida, não é falado o que se deveria fazer. Respeito, mas tenho minhas convicções. Vivo do futebol desde 1984. Tenho muita experiência como atleta e membro de comissão técnica. A pessoa que mais me pressiona sou eu mesmo. Sou muito perfeccionista. Quero ganhar sempre, fazer o meu melhor. Quero direcionar da melhor forma possível, ajudar o atleta a render o melhor. Entendo (as críticas), mas tenho muita convicção no trabalho que está sendo feito – destacou.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE