Alexandre decide e IEA conquista título do Goiano de Basquete sobre a ABA

Equipe anapolina dominou os dois primeiros quartos, mas depois Alexandre ascendeu os goianienses e liderou a virada

1
163
Foto: Igor Nery - Esporte Goiano

O terceiro embate da final do Goiano de Basquete entre ABA e IEA foi recheado de emoções. Na manhã deste domingo, 3, no ginásio Carlos de Pina, em Anápolis, a equipe anapolina saiu na frente, dominou os dois primeiros quartos, mas com um show de Alexandre os goianienses viraram o placar e venceram por 77 a 60.

Com isso, o IEA faturou seu segundo triunfo na série de três partidas e conquistou o título do Campeonato Goiano de Basquete. A ABA, que venceu essa competição em 2014, agora vai se preparar para a disputa da Liga Ouro em 2018, embora ainda busque patrocínios.

Veja como foi a transmissão de ABA x IEA!

No 1º quarto, Murilo da ABA, fez a diferença com boas jogadas e infiltrações no garrafão. Gabriel também foi bem nos lances livres, e empurrado pela torcida, os donos da casa fizeram 15 a 8.

No 2º quarto, o craque do IEA, Alexandre, discutiu com Sadelson já que as jogadas do time não funcionavam. Enquanto isso, Lucão vinha se destacando na defesa anapolina e Carlos Neto marcou pontos de lances livres.

No segundo momento, Chico e Alexandre começaram a buscar mais o jogo, mas os arremessos de seus companheiros não ajudavam. E no finalzinho do quarto, Alexandre, de longe, mandou de três pontos e levantou a torcida visitante: 33 a 24 ABA.

No 3º quarto, a luz do IEA ascendeu. Pedrinho recebeu passes perfeitos de Alexandre, e muito bem entrosados, lideraram a virada: 48 a 46 IEA. A ABA errou muitos pontos de lance livre, e mesmo Murilo retornando ao jogo para ajudar na recuperação da equipe, não adiantou muito.

No 4º e último quarto, Tiago começou acertando uma cesta de três pontos, mas Alexandre voltou a brilhar, marcou também uma de três do meio da quadra e levantou de novo a torcida visitante. O camisa 25 ainda foi desqualificado após reclamar da arbitragem. Mesmo assim, vitória do IEA: final, 77 a 60.

Comentários

comentários