Goiás cede empate à Aparecidense após estar vencendo duas vezes

Foto: Site oficial do Goiás / Divulgação
Anúncios
Foto: Site oficial do Goiás / Divulgação

Quatro gols, duas bolas na trave, reclamação em relação à arbitragem. Aparecidense e Goiás deram aos seus torcedores quase 100 minutos de muita emoção na estreia de ambos no Campeonato Goiano de 2017. O empate por 2 a 2 agradou ao público que compareceu na tarde deste domingo ao Estádio Aníbal Batista de Toledo.

Everton Sena e Léo Gamalho marcaram para o Goiás. Tozin, duas vezes, fez para a Aparecidense. Com o resultado, as duas equipes ocupam a segunda colocação na tabela de classificação, ao lado de Rio Verde e CRAC, com um ponto, zero de saldo e dois gols marcados.

Veja o tempo real de Aparecidense 2×2 Goiás

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na próxima rodada, às 21h45 de quarta-feira, 1º, o Goiás recebe o Rio Verde, no Estádio da Serrinha. A Aparecidense vai ao JK, onde enfrenta o Itumbiara, a partir das 20h30.

O jogo

Desde os primeiros minutos, Aparecidense e Goiás deram mostras que fariam um jogo de muitos gols. As duas equipes buscam ao ataque o tempo todo. Ninguém demonstrava estar satisfeito com o zero a zero.

A primeira chegada foi do Goiás aos 6 minutos. Jean Carlos entrou na área pela lado direito e cruzou zagueiro, Léo Gamalho tentou chegar no carrinho, mas não alcançou a bola.

No minuto seguinte, a zaga do Goiás afastou mal a bola e Washington tirou do goleiro Marcelo Rangel, mas a bola cruzou toda a extensão da pequena área e saiu rente à trave.

Após muitas investidas, o Goiás abriu o placar. Após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, Everton Sena desviou para o gol. Pedro Henrique chegou a fazer a defesa, mas após a linha fatal.

Segundo tempo

A Aparecidense voltou para o segundo tempo disposta a evitar a derrota. Aos 8 minutos, Tozin desviou cruzamento da esquerda, a bola beijou o travessão de Marcelo Rangel e pingou sobre a linha. Os  jogadores da Aparecidense pediram o gol, mas a arbitragem mandou corretamente seguir o jogo.

A pressão dos donos da casa não demorou surtir efeito. Aos 13 minutos, Washington cobrou escanteio e Tozin bateu de primeira, no ângulo de Marcelo Rangel. Estava empatado o jogo.

O técnico Gilson Kleina colocou Walter no jogo. Mesmo visivelmente fora de forma, o atacante ajudou o Goiás a melhorar na partida. Aos 21 minutos, Jean Carlos levantou falta na grande área. Léo Gamalho mostrou que por cima, ele não perdoa. O atacante desviou no contrapé de Pedro Henrique para colocar o Verdão outra vez na frente.

O Goiás chegou a esboçar que poderia chegar ao terceiro gol, mas a Aparecidense voltou a pressionar em busca do empate.

Aos 43 minutos, o árbitro Bruno Rezende deu falta de Victor Bolt sobre Elias, dentro da meia lua da grande área. Os esmeraldinos reclamaram muito da marcação. O volante recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso do jogo. Tozin cobrou a falta com maestria, jogando outra vez no ângulo de Marcelo Rangel.

Com um homem a mais em campo, a Aparecidense se lançou ao ataque, e por muito pouco não virou o jogo. Aos 48 minutos, Robert ganhou da zaga pela direita e cruzou para Tozin, ele fez o corta-luz, e a bola sobrou limpa para Elias. O meia jogou no travessão a chance de uma virada histórica.

Ficha técnica:
Aparecidense 2×2 Goiás
Data: 29/01/2016
Horário: 17 horas
Local: Estádio Aníbal Batista de Toledo
Arbitragem: Bruno Rezende; Alexandre Amaral e Bruno Pires
Cartões amarelos: Robert, Tozin, Mirita e Braga (Aparecidense); Everton Sena, Victor Bolt e Fábio Sanches (Goiás).
Cartão vermelho: Victor Bolt (Goiás)
Gols: Everton Sena (43/1); Tozin (13/2); Léo Gamalho (21/2); Tozin (44/2).
Aparecidense: Pedro Henrique; Rafael Cruz, Braga, Mirita e Helder; Klécio (Aleílson), Foguinho (Everton Dias), Washington (Dinei) e Elias; Robert e Tozin. Técnico: Zé Teodoro.
Goiás: Marcelo Rangel; Helder, Fábio Sanches, Everton Sena e Paulinho; Pedro Bambu, Victor Bolt, Léo Sena (Walter) e Jean Carlos; Carlos Eduardo (Jarlan) e Léo Gamalho (Patrick). Técnico: Gilson Kleina.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE