Goiás apresenta Giovanni Augusto, que chega chega dizendo em “reaparecer para o futebol”

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC
Anúncios

Contratado por empréstimo, junto ao Corinthians, até o final do ano, o meia Giovanni Augusto, de 29 anos, foi apresentado pelo Goiás nesta quarta-feira (13). Nos últimos anos, o atleta sofreu com lesões e, segundo ele, a vinda ao Esmeraldino é vista como uma possibilidade de retomar o bom futebol, principalmente se voltar a atuar em sua posição de origem.

Leia mais notícias do Esmeraldino!

“O que falta (para retomar o bom futebol) é eu voltar a jogar na minha posição de origem. Sempre deixei muito claro que me sinto mais à vontade no meio campo, armando as jogadas. É onde eu me sinto melhor, me sinto com força para chegar ao gol e poder finalizar. Tanto que em 2015, no Atlético-MG, foi um dos melhores anos da minha carreira. No Corinthians, joguei pelos lados do campo. É uma função totalmente diferente e eu nunca tinha feito isso. Mas eu nunca desanimei e nunca tive dúvida do meu potencial. Estou muito bem e acredito que esse ano é um ano de recomeço, de vitória, onde tenho certeza de que vamos fazer um grande ano aqui no Goiás e eu vou aparecer para o futebol novamente”, explica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antes de acertar com o clube goiano, Giovanni diz ter feito uma consulta aos amigos que já atuaram no clube. De acordo com ele, o grupo de atletas é bastante experiente e classifica a manutenção da união como fundamental para o sucesso na temporada.

“Primeiramente, o que eu posso dizer é que estou muito feliz por este desafio. Vários amigos que passaram por aqui me falaram bem do Goiás e agora estou vendo de perto. Estou muito muito motivado. Antes de vir, analisei o grupo e vi que tem jogadores de nome, que estão acostumados a disputar a Série A, e também com os jogadores que estão buscando seu espaço. Temos tudo para fazer um grande ano. O mais importante é mantermos a união, que é uma coisa muito forte aqui no Goiás”, revela.

Parceria com Marlone

No Verdão, Giovanni Augusto terá a oportunidade de reeditar a parceria com Marlone, com que atuou junto no Corinthians. Para ele, apesar de desempenharem a mesma função, os dois podem atuar ao mesmo tempo, mas é Barbieri quem vai decidir isso.

“Acredito que sim. Estou muito feliz de poder jogar com ele novamente, porque ele é um jogador de muita qualidade, que está sempre empenhado em ajudar o grupo e tenho certeza de que essa parceria pode dar muito certo. Mas é o treinador que vai decidir se isso vai acontecer ou não”, finalizou.

O Goiás volta a campo no próximo domingo (17), quando encara o Atlético, às 16h, no Estádio Antônio Accioly.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE