Goiânia dá a largada para o Rally dos Sertões 2017

Início da competição será no Autódromo da capital, no dia 19. Goianésia, Santa Terezinha de Goiás e Aruanã também terão provas no circuito

Foto: Divulgação
Anúncios

Falta pouco para a poeira subir para mais um Rally dos Sertões. Neste ano, a edição é histórica. A modalidade completa 25 anos do circuito. Como de praxe, Goiânia dá a largada. No dia 19, os pilotos saem do Autódromo para percorrer 3.330 quilômetros de trilhas até o dia 26 de agosto.

Pela primeira vez Mato Grosso do Sul faz parte do roteiro. Aquele Estado terá as cidades de Coxim, Aquidauana e Bonito, onde se encerra o torneio, no mapa da competição. Em Goiás, o Rally dos Sertões passa, além da capital, por Goianésia, Santa Terezinha de Goiás e Aruanã. No Mato Grosso, a única parada é Barra do Garças.

A prova, uma das maiores no segmento off road do mundo. Competidores de todas as regiões do País vão disputar com carros, motos, quadriciclos e UTVs, e participar de uma prova do tamanho do Rally dos Sertões exige preparação intensa. Todos os detalhes devem ser observados, do melhor acerto para o veículo ao condicionamento físico ideal para enfrentar os sete dias de competição.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais sobre automobilismo

“Estou bem contente com a preparação que fiz e bastante animado para buscar o sétimo título. Estou me sentindo bem com a moto e também fisicamente. Agora é lapidar o que falta para chegar bem e representar mais uma vez a Equipe Honda”, afirma Jean Azevedo, o maior vencedor entre os pilotos de moto, com seis conquistas.

Guilherme Spinelli, maior ganhador nos carros, com cinco títulos, também está ansioso para o início do Rally dos Sertões. “Será um rali desafiador, difícil do primeiro ao último dia e com uma chegada inédita em Bonito. Mas estamos com tudo preparado e esperando com muita expectativa pela hora da largada”, conta o piloto.

Economia

O Rally dos Sertões é bem mais que uma competição off road. A caravana da prova também acelera a economia das cidades por onde passa, pois incentiva os negócios em áreas como hospedagem, alimentação e combustíveis, além de gerar empregos diretos e indiretos.

Imagem: Divulgação

Comentários

comentários

PUBLICIDADE