5.6 C
New York
sexta-feira, novembro 27, 2020
Início Mais Esportes Aquáticos Fago crê em retomada da natação em 2020: "Todo mundo agoniado para...

Fago crê em retomada da natação em 2020: “Todo mundo agoniado para nadar”

O presidente da Federação Aquática de Goiás (Fago), Maurício Roriz, afirmou que a entidade crê que seja possível realizar competições de natação ainda em 2020. O calendário da modalidade já teve cinco meses comprometidos, mas o dirigente se mantém otimista.

– Não falaria, de maneira alguma, que não retornaríamos este ano. Temos que aguardar os acontecimentos. Até porque a CBDA está elaborando protocolos. É um momento difícil para os clubes, atletas e técnicos. Eu também, como presidente e proprietário de academia, estou bastante otimista para voltar o mais rápido possível – asseverou.

Mais dos esportes em Goiás:
-> No futsal, federação aguarda sinalização do governo
-> CGB 3×3 define grupos e tabela de torneio virtual
-> Pandemia interrompeu calendário do tênis infanto-juvenil

Roriz relatou que ansiedade toma conta da comunidade aquática goiana. “Está todo mundo agoniado para nadar, cair na água e dar uma relaxada”. O presidente pondera, no entanto, que a entidade jamais vai contrariar determinações de autoridades de saúde.

– A Fago vai se pautar respeitando orientações de decretos e protocolos para amanhã não sermos cobrados por ser irresponsável. A nossa vontade é que volte o mais rápido possível, mas temos saber também como vai ser essa volta – afirmou.

Na visão de Roriz, o ambiente dos esportes aquáticos não traria grande risco de contaminação pelo coronavírus Sars-CoV-2. “A maioria das piscinas têm cloro. Não sou médico nem cientista, mas falando a grosso modo acho difícil pegar a Covid-19”, justifica.

O presidente da Fago destacou que, por se tratar de um esporte amador, a natação em Goiás não sofre problemas financeiros pela paralisação, mas há prejuízo técnico. “Os atletas estavam com um projeto para 2020, de Brasileiro, Jogos Escolares da Juventude, Campeonato Goiano, Centro-Oeste”, cita. “Tínhamos um calendário que não tivemos condições de cumprir. Vamos ter que avaliar com clubes e técnicos sobre a melhor forma de retomar as competições”, completa.

Acompanhe o EG também nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube

Rafael Tomazeti
Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás. Fã de esportes e apaixonado pelo estado de Goiás. Trabalhou na Rádio Universitária 870 AM, TV UFG, Rádio 730/Portal 730 e Jornal Diário do Estado.
Anúncio

Últimas

Vila Nova está perto de contratar atacante ex-Ferroviária

O Vila Nova deve anunciar nos próximos dias a contratação do atacante Maurinho, 30 anos, que estava na Ferroviária/SP. O atleta chega...

Marcelo Cabo descarta clima de revanche contra o Internacional, e lamenta os desfalques para o jogo

O técnico do Atlético Goianiense, Marcelo Cabo, rechaçou qualquer tipo de clima de revanche do Dragão contra o Internacional, devido aos últimos...

Para Higo Magalhães, Vila Nova chega fortalecido na disputa da fase final do Aspirantes

Em sua primeira participação no Brasileiro de Aspirantes, o Vila Nova alcançou a segunda fase da competição nacional. O Tigrão em oito...

Atlético Goianiense relança o seu mascote para a temporada

Na onda de inovação, o Atlético Goianiense apresentou o novo mascote do clube, para o futuro do clube. O Dragolino, como é...

Mesmo em último, Goiás não é o time que mais perdeu e com o pior ataque na Série A

Não é novidade que a situação do Goiás é complicada no Campeonato Brasileiro. O Esmeraldino é o lanterna da Série A com...
Anúncio