5.6 C
New York
domingo, maio 22, 2022
Início Futebol Goiás Após cobranças e confusões, Élvis destaca que não há crise no Goiás...

Após cobranças e confusões, Élvis destaca que não há crise no Goiás e mostra apoio ao técnico Pintado

O meia do Goiás, Elvis, afirmou que o clima entre jogadores, treinador e diretoria está agradável, não existe crise e nenhum tipo de desavença entre as partes. O clima do Verdão começou a ficar pesado na última sexta-feira (9), após a derrota em casa para o Náutico, por 1×0, na 10° rodada da Série B. 

 

Após a partida um grupo de torcedores protestou contra o atacante Alef Manga e alguns dirigentes do Goiás, ainda na Serrinha, e houve bate boca com desentendimentos. Além do mais cobranças pela torcida nas redes sociais aumentaram, principalmente pelo o trabalho de Pintado, porém o jogador destacou que é normal tal pressão em clubes grandes e amenizou os ocorridos.

- Anúncio -

Mais do Verdão
Veja como foi a derrota para o Náutico
David Duarte destaca que o Goiás perdeu por erros próprios 

– Pressão existe sempre, quem veste essa camisa do Goiás sabe dessa pressão. Nós estamos fechado com Pintado, ele está fazendo um grande trabalho junto com a nossa equipe, nós oscilamos um pouco entre os tempos dos jogos, mas estamos ali pela briga do G-4, saímos somente agora dele. Isso quer dizer que o trabalho não é mal feito, pelo contrário, é muito bem feito. Conseguindo essas vitórias fora de casa, e melhorando os números fora de casa para voltar ao G-4 e não sair mais, tem que ser nosso objetivo. Está todo mundo fechado com o Pintado, todos gostamos dele e respeitamos ele, como pessoa e como treinador. 

Elvis ainda pontuou que o Goiás precisa melhorar o seu desempenho como visitante dentro do torneio. Até o momento em cinco jogos o Goiás empatou quatro e perdeu uma. Para o jogador se o desempenho como visitante melhorar, as cobranças serão diminuídas, reforçando o bom clima dentro do elenco. 

– O clima é positivo, nós saímos do G4 nessa rodada, não tem crise no Goiás, não tem nada, pelo contrário, tem muito trabalho. Temos que trabalhar e buscar as vitórias fora de casa; perdemos a primeira dentro de casa, não gostaríamos de perder, mas perdemos para um adversário que é o líder da competição. Jogamos no segundo tempo melhor que eles, é continuar trabalhando, não tem clima ruim, não tem crise, a gente se cobra muito. Tenho certeza que quando essas vitórias fora de casa vir, tudo vai melhorar, voltamos para o G-4, e importante é isso, ficar nele ou ali perto, para quando acabar o campeonato podermos subir. Esse é o nosso grande objetivo esse ano. 

Acompanhe o EG também nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.
Willian Rommel
Jornalista formado na UFG. Pós graduado em jornalismo esportivo pela faculdade Estácio. Trabalhou na Rádio Universitária 870 AM, na Rádio Difusora 640 AM, Rádio Bandeirantes Goiânia, Diário de Goiás e na TV UFG. Profissional na área esportiva desde 2012.
Anúncio

Últimas

Aparecidense busca reabilitação na Série C e recebe o Floresta em casa

A Aparecidense encara o Floresta, neste domingo (22), às 18h, no Estádio Annibal Batista de Toledo, pela 7ª rodada do campeonato brasileiro...

Anápolis encara o Ação (MT) mirando na segunda colocação do Grupo A5

Focado em se manter no G4 e subir mais ainda, o Anápolis encara o Ação neste domingo (22), às 16h, no Estádio...

Universo perde para a Unip-SP nos pênaltis e fica com o vice no JUBs Futebol masculino

A dobradinha goiana não saiu por pouco nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), na modalidade futebol. No masculino, a Universo perdeu nos pênaltis...

Apodi perde chance clara no fim e Goiás sai derrotado pelo Flamengo no Maracanã

O Goiás perdeu para o Flamengo pelo placar de 1 a 0, no Estádio do Maracanã, na cidade do Rio de Janeiro/RJ....

Atlético-GO vence Coritiba na estreia de Jorginho e desencanta na Série A

Finalmente chegou a primeira vitória do Atlético-GO na Série A de 2022. O nome Jorginho, claro, foi destaque da tarde-noite deste sábado...
Anúncio