Cartilha do Vila Nova tenta amenizar perda na parte física dos atletas

Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova FC
Anúncios
A cartilha do preparador físico do Vila Nova, Leonardo Bassotto, inclui séries de exercícios em casa para que os atletas minimizem a perda de potência durante a paralisação por tempo indeterminado da temporada de futebol.
Segundo Basotto, a recomendação inicial previa treinos em academias. Contudo, como os estabelecimentos foram fechados por decreto, a rotina de exercícios precisou ser aplicada em casa.
Segundo o preparador físico, é impossível manter a mesma intensidade dos trabalhos de temporada. Por isso, o treino tenta minimizar a perda de capacidade.
– Não tem como termos ganhos, pois vínhamos do meio de uma temporada competitiva, com um nível de treinamento bem intenso. Em casa, sem acompanhamento, dificilmente conseguiremos ter algum acréscimo. O intuito é mesmo atenuar a perda de massa muscular e condicionamento geral. Essa indicação de trabalho visa mais a parte muscular, mas também tem o trabalho cardiovascular – explicou.
Segundo ele, após o fim da paralisação, o Tigre viverá novamente uma pré-temporada. “De qualquer maneira, quando a gente retornar os trabalhos, vamos iniciar quase que do zero um trabalho de pré-temporada”, esclarece.
Alimentação
Na parte alimentar, a nutricionista do clube, Núbia Melo, conta que a orientação é evitar a ingestão de gorduras e açúcar e estimular o consumo de saladas e frutas. “Tem que evitar alimentos  mais calóricos e ricos em gorduras, como frituras e carnes gordas. Diminuir consumo de açúcar e doces para minimizar o excesso calórico e evitar o peso gordo. Aumentando o peso gordo, o rendimento é diminuído. O ideal é dar preferência à comidas caseiras, consumo de saladas e frutas”, destaca.
O retorno dos trabalhos no clube está previsto para o início de abril. No entanto, ainda é incerta a continuação do Campeonato Goiano, bem como o início da Série C, já que a CBF suspendeu todas as competições nacionais em andamento em virtude da pandemia de Covid-19.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE