Seduzido por proposta do Goiás, Barcia cita desafios em primeira experiência internacional

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC
Anúncios

O segundo estrangeiro chegou ao Goiás. O clube esmeraldino, com curto histórico de contratação de atletas internacionais, terá não somente o peruano Nilson Loyola em 2019, mas também o atacante uruguaio Leandro Barcia, de 26 anos e que passou toda a carreira no Nacional.

Depois de oito anos nos Tricolores, o atleta sentiu que era hora de deixar sua terra natal e explorar novos países. Seduzido pela oferta do Verdão, Barcia não titubeou em aceitar. A possibilidade de jogar a Série A brasileira e a chance de ganhar destaque num país importante para o futebol foram preponderantes no acerto do uruguaio com o Alviverde.

– Estava procurando mudar os ares. Queria sair do país, buscar novos desafios e objetivos em outros lugares. Surgiu então a oportunidade de vir ao Brasil, com outro futebol e outra dinâmica e isso me animou bastante. Tive ofertas de vários lugares, mas o mercado brasileiro é muito interessante para nós. O Goiás ascendeu à Série A e a proposta da equipe para mim era muito positiva. Creio que aqui terei mais oportunidades que em outros lugares e por isso aceitei – afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Novidade na Serrinha, Brenner mira artilharia e grande ano no Verdão

Desafios

Barcia sabe que não será fácil se acostumar com a nova casa. Embora Brasil e Uruguai sejam vizinhos, há muitas diferenças culturais, climáticas e outros fatores que podem complicar a adaptação. O atacante, contudo, diz que o grande desafio é aprender a estar distante dos familiares. Ele também citou a quantidade bem superior de jogos na temporada brasileira como uma grande diferença.

– Tenho que me adaptar ao clima, mas os maiores desafios serão os que o grupo se propor a fazer. Estar longe da minha família também é algo complicado que terei de me acostumar. Mas vou ter uma estrutura ótima em que me sinto cômodo. Aqui se joga muito mais partidas que no Uruguai, onde são cerca de 15 em seis meses. Isso também será um desafio grande – destacou o atacante.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE