Barbieri diz que Goiás pagou por nervosismo e não joga a toalha pelo título

(Foto: Rosiron Rodrigues/GEC)
Anúncios

O nervosismo no início da partida foi a explicação que o técnico Maurício Barbieri deu para a derrota por 3 a 0 para o Atlético no primeiro jogo da decisão do Goianão 2019. Segundo o treinador, o Verdão quis definir o confronto precocemente, cedeu espaços ao Dragão, que aproveitou os contra-ataques e construiu grande vantagem.

Além disso, o comandante alviverde ressaltou que não joga a toalha em relação ao título. Para Barbieri, a vantagem atleticana, embora muito considerável, é passível de reversão.

– Iniciamos o jogo muito nervosos, querendo definir cedo. Nos expusemos demais. Sabíamos que eles eram muito fortes no contra-ataques. Eles fizeram dois gols. A ideia era voltar e tentar encaixar um gol para voltarmos para a partida. No final eles tiveram uma bola e fizeram um gol. É um placar largo, elástico. Impossível? De maneira nenhuma, mas sabemos que vamos ter que trabalhar muito para tentar reverter – comentou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O técnico do Goiás afirmou que sai decepcionado de campo. No entanto, Barbieri destacou que não é hora de procurar culpados e sim de trabalhar para dar uma resposta no próximo domingo (21).

– Está todo mundo decepcionado. Não só eu, como todos os jogadores. O clube inteiro e a torcida também. Não era o que esperávamos. Temos que ter a cabeça no lugar e procurar ajustar para tentar reverter – disse.

 

Comentários

comentários

PUBLICIDADE