Dois meses após paralisação, Anapolina ainda deve salários ao elenco

Foto: Rossini Pasti/AAA
Anúncios

Jogadores da Anapolina reclamam que, mais de dois meses após a parada do Campeonato Goiano por conta da epidemia de Covid-19, ainda não receberam parte dos salários de fevereiro e os dias trabalhados de março.

Em contato com o Esporte Goiano, um porta-voz do grupo expôs a situação. “No mês de fevereiro, falaram que iam nos pagar na semana seguinte a que o campeonato foi paralisado. Nos pagaram a metade do mês de fevereiro somente no começo de abril. Estão nos devendo a outra metade de fevereiro e dias trabalhados de março”, afirma o jogador, que preferiu não se identificar.

Mais do futebol goiano
Atlético quer volta aos treinos e aposta em diálogo com governo
Relembre a vitória da Rubra sobre o São Paulo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Conforme o atleta, de um grupo de cerca de 28 jogadores, três deles não receberam sequer a meia folha que o restante do elenco. Seriam esses os casos de Feijão, Rafhael Lucas e Natan. Os jogadores reclamam ainda que a diretoria não tem oferecido muito diálogo nas últimas semanas.

– Para eles está tudo certo. A gente manda mensagem, nem respondem. Quando respondem, são meio grossos, como se não fosse obrigação deles. Sei que nossa situação neste ano foi difícil, mas isso não vem ao caso. Quando o Jair Rabelo saiu, eles reuniram o grupo e falaram que teriam o dinheiro das três folhas e não precisávamos nos preocupar com salário. Mentiram.

Diretoria explica

A reportagem do Esporte Goiano tentou contato com o presidente do Conselho Deliberativo da Anapolina, Pedro Canedo, mas não foi atendida. Quem explicou a situação foi o diretor Washington Rabelo. O dirigente confirmou o atraso, mas disse que há alguns atletas já havia sido pago o mês de fevereiro integralmente. Outros, conforme Rabelo, receberam entre 70% a 80% dos vencimentos.

No caso de Rafhael Lucas e Feijão, o diretor explica que houve um pagamento adiantado, ainda na assinatura de contrato, para os jogadores, que seria referente ao último mês de vínculo que teriam com a Rubra. Rabelo também diz a diretoria da Xata corre atrás de recursos para quitar o restante da folha de fevereiro e 15 dias trabalhados de março.

– A diretoria está correndo atrás dos patrocinadores. A situação está meio difícil. Os patrocinadores pediram um tempo para repassar o restante do dinheiro. Temos que ver a questão do nosso último jogo, que foi de portões fechados – afirmou.

Washington Rabelo disse que não sabe informar quanto o clube ainda deve aos atletas e reiterou que a Anapolina tenta angariar aportes tanto dos parceiros privados, atingidos pela crise sanitária, quanto do programa Torcida Premiada. Nesse caso, os dirigentes tentam negociar com a prefeitura, já que não houve liberação para a presença de público no duelo com o Jaraguá.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE