Apesar de nova decepção, Anápolis Vôlei confia em acesso à elite

Foto: Samuel Sousa/Sec. Esportes/Pref. Anápolis
Anúncios

O encerramento da Superliga B sem a realização dos playoffs impediu o Anápolis Vôlei de garantir o acesso à elite do voleibol nacional pela competição. No entanto, a direção do clube acredita que a vaga na Superliga A de 2020/21 virá por um convite da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Dois clubes da atual composição da elite sinalizam possibilidades de desistirem na próxima temporada. São eles o Sesc-RJ, que já afirmou que deve encerrar o projeto, e o Maringá, que vive indefinição e pode também parar as atividades. O Lobo Guará coloca em dúvida também a capacidade de Guarulhos e Uberlândia de participarem da próxima edição.

Mais da crise de saúde nos esportes
Superliga B é cancelada e deixa Anápolis fora da elite
Basquete Anapolino está com treinamentos suspensos

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como o Anápolis precisa de apenas uma desistência para receber o convite, a direção dá praticamente como certa a participação na elite na próxima temporada. “Acreditamos que esse convite virá e, mesmo com o encerramento da Superliga B, jogaremos a Superliga A”, pontuou o gerente Vinícius de Oliveira em contato com o Esporte Goiano.

Os treinamentos auriazuis já estavam suspensos desde o início de semana. Todos os atletas serão liberados com a recomendação de ficarem em casa, após a decisão de encerrar a Superliga.

O planejamento para a próxima temporada ainda não começou, mas a tendência é que o Lobo Guará mantenha o técnico Ricardo Picinin e parte do elenco. Contudo, ainda não há nenhuma negociação em andamento por conta da crise de saúde.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE