Anápolis Vôlei disputará Superliga C em 2019

Foto: Carlos Pasti/Prefeitura de Anápolis
Anúncios

O Anápolis Vôlei disputará a Superliga C, terceira divisão do voleibol nacional, em 2019. Após quase conquistar o acesso para a elite, chegando às semifinais da Superliga B no início do ano, o Lobo Guará começará do zero na pirâmide da modalidade. A informação foi confirmada por um dos dirigentes da equipe ao Esporte Goiano.

O time auriazul atuava na segunda divisão utilizando a vaga do MonteCristo, clube parceiro. No entanto, a diretoria do Anápolis optou por abrir mão deste posto na Superliga B ao se instituir como uma nova entidade. A equipe anapolina foi registrada recentemente na Entidade de Administração Goiana de Voleibol (EAGV) como um novo clube.

Mais do Lobo Guará
Na estreia do Mineiro, time venceu fácil o Uberlândia
Oposto minimiza oscilação e vê Anápolis forte no Estadual

A troca também já foi informada à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), que organiza ambos os torneios. A data para formalização da participação na terceira divisão era até a última sexta-feira (23). Assim, a Upis-DF, que havia sido uma das rebaixadas para a Superliga C, fica com a vaga que era de direito do MonteCristo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar da “queda”, o Lobo Guará deve disputar a Superliga B no início do próximo ano. A Prefeitura e a diretoria investiram pesado em reforços, alguns de nível de elite do país. Dentro do Anápolis Vôlei, a conquista do acesso na Superliga C é tratada como quase certa pelo alto investimento aportado e o nível técnico inferior do torneio. “O time foi formado para jogar Superliga A. Se não conquistar o acesso, seria uma tragédia. Não está nos planos”, destacou um dirigente auriazul.

A Superliga C ainda não tem data confirmada, mas a tendência é que a CBV a encaixe no calendário no fim de setembro ou início de outubro. A fórmula de disputa depende do número de participantes, que ainda não foi divulgado. O torneio não deve ser longo, e Anápolis deve sediar uma das chaves do torneio nacional. Conquistando o acesso como previsto, o Lobo Guará atua normalmente na Superliga B de 2020.

Feminino descartado

Por ora, o Anápolis Vôlei não pensa em instituir o naipe feminino. A demanda por outros esportes na cidade é crescente, e o clube já considera alto o investimento no masculino. O foco é tornar o time masculino uma força no voleibol nacional e, por isso, abrir outro naipe ainda está fora do radar.

Para crescer, o Lobo Guará aposta nas categorias de base. O projeto Dante Vôlei já está em andamento na cidade de Anápolis e, a médio prazo, a equipe auriazul espera abastecer o elenco profissional com atletas pratas da casa. Além disso, a parceria com o MonteCristo, que toca base e master, continua. Os dois clubes farão intercâmbio de atletas de base para desenvolvê-los.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE