5.6 C
New York
segunda-feira, abril 22, 2024
InícioFutebolGoiásZé Ricardo analisa rejeição da torcida, avalia perfil do elenco e projeta...

Zé Ricardo analisa rejeição da torcida, avalia perfil do elenco e projeta futuro no Goiás

Na tarde desta quarta-feira (27), Zé Ricardo foi oficialmente apresentado como o treinador do Goiás para o início da temporada de 2024. Em suas primeiras falas como técnico esmeraldino, o profissional analisou a rejeição de parte da torcida acerca de sua contratação, avaliou o perfil de idade dos jogadores e projetou o próprio futuro no Verdão.

Mais do Verdão
Eduardo Pinheiro será mantido como diretor de base do Goiás, mesmo com novo estatuto
Goiás foi o clube do estado que mais faturou com bilheteria em 2023, diz consultoria

Com contrato até o final de 2024, Zé Ricardo começou a coletiva dizendo que tem consciência de que é necessário resgatar o tempo que foi perdido até o momento do acerto, mas comentou que a expectativa é grande. Ainda, ele adicionou que a intenção é fazer parte do projeto de forma integral, ajudando também a potencializar a base do Goiás.

- Anúncio -

Confira abaixo alguns dos principais tópicos que surgiram na coletiva de apresentação do treinador Zé Ricardo, que terá Cleber dos Santos como auxiliar e Fábio Eiras como preparador físico.

Rejeição da torcida

“Eu respeito a torcida, sempre vai ser o maior ativo de qualquer clube. Os clubes são do tamanho que são, e com o Goiás não é diferente, porque têm essa torcida apaixonada. O que eu posso a dizer a todos é que vamos fazer diariamente um trabalho muito árduo para que a gente possa reverter essa situação e que a torcida possa se sentir representada por aquilo que vamos apresentar em campo”, analisou, em resposta à pergunta de Willian Rommel, do EG.

Jovens ou medalhões?

“Pelo que a gente tem de estatística e eu consigo apurar no dia a dia do futebol, a mescla de juventude e experiência é aquela que tende a dar maiores resultados. Eu acho que por eu ser um treinador oriundo da base, gosto de trabalhar com jovens atletas, mas tenho certeza que em uma temporada tão difícil como se desenha para o Goiás, precisamos ter jogadores experientes”, avaliou.

Longevidade do trabalho

“Eu acredito muito nas pessoas. Tive uma conversa há quatro, cinco dias atrás com Agnello, Luciano e Fernando, e eles me colocaram uma proposta, um projeto de reestruturação do clube. É um desafio em que eu me vejo dentro, gosto desse tipo de desafio e por isso o acerto não demorou a acontecer. […] Eu não penso em quanto tempo vou ficar, penso em fazer o meu melhor no tempo em que estiver aqui”, concluiu.

Acompanhe o EG também nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Youtube.
Luiz Felipe Mendes
Jornalista formado pela PUC Goiás. Amante de todos os esportes, especialmente futebol e futebol americano.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P