Wagner Lopes lamenta erros, mas exalta garra atleticana e mantém fé no acesso

Foto: Paulo Marcos/Atlético CG
Anúncios

Na análise do técnico Wagner Lopes, o Atlético não conseguiu impor um jogo de toques rápidos, especialmente no primeiro tempo, e cometeu erros cruciais no empate desta terça-feira (6), contra o Avaí, no Antônio Accioly.

Para o comandante rubro-negro, faltou ao Dragão caprichar mais nos passes. Os erros no toque de bola custaram aos atleticanos, de acordo com Lopes, os dois gols do Leão. Em contrapartida, o treinador valorizou a entrega dos atletas em campo até o último minuto.

– A proposta de jogo deles, de recuar e jogar no nosso erro, aconteceu desde o primeiro momento. Era importante rodar a bola e fazer o jogo em amplitude, com viradas longas, para pegar o adversário mal posicionado. Mas não conseguimos fazer isso no primeiro tempo. Houve muitos erros de passe e, com isso, praticamente demos dois gols para eles. No segundo tempo, reagimos e conseguimos o empate até, de certa maneira, heroico, pois estávamos com um a menos. A luta, a determinação foi intensa. O ideal seria ser assim desde o primeiro minuto, mas não conseguimos – pontuou.

Frustração
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até semana passada, a esperança rubro-negra no acesso era grande. A equipe vinha crescendo e teria dois jogos seguidos em casa, contra Fortaleza e Avaí. O otimismo, no entanto, se tornou frustração após o Dragão conquistar apenas um dos seis pontos possíveis e ficar bem distante da luta pelo acesso. Wagner Lopes compartilha deste sentimento, mas considera que o Atlético mostrou força contra rivais de peso.

– São times que se prepararam para brigar pelo acesso. São clubes de camisa e história. Em nenhum momento, o Atlético se acovardou jogando contra esses adversários. Tínhamos condições de vencer ambas as partidas. Nosso time está no caminho certo. É caprichar um pouco mais nas finalizações. É uma pena esses resultados. Queríamos duas vitórias, mas faz parte. Vamos trabalhar para vencer fora de casa – disse.

Embora esteja a cinco pontos do G-4 com apenas nove em disputa, Wagner Lopes ainda não joga a toalha pelo sonho da Série A. “Estamos dentro e ainda na briga. São três jogos e nove pontos. Precisamos lutar até o último jogo. Eu ainda acredito muito no nosso time”, frisou.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE